publicidade

Tita

Ex-meia do Flamengo, Grêmio, Inter e Vasco da Gama
por Rogério Micheletti

O carioca Milton Queiroz da Paixão, o Tita, nascido em 1º de abril de 1958, foi um excelente coadjuvante do Flamengo no final dos anos 70 e começo dos anos 80. Jogador moderno para a época, Tita não era de guardar posição. Em março de 2016, foi anunciado como novo técnico do Macaé-RJ.

Atuava com qualidade na armação, mas como o espaço no rubro-negro era restrito porque Andrade, Adílio e Zico comandavam o meio-de-campo da ótima equipe da Gávea, Tita atuou diversas vezes improvisado na ponta-direita.

E não decepcionou. Após parar com a bola tornou-se treinador.

Em setembro de 2008 deixou o clube de São Januário declarando que o clube tinha muitos jogadores sem condições de defender camisa tão gloriosa.

Em 2009 foi técnico do América-RN e em 2010 assinou contrato com o Volta Redonda-RJ para o Campeonato Carioca.
 
Após treinar o time da cidade do aço, Tita foi ser auxiliar técnico de Carlos Alberto Parreira, na Copa do Mundo de 2010.
 
Entre 2010 e 2012 treinou duas equipes mexicanas: o Léon eo Necaxa.
 
É casado com Sandra,  com quem têm quatro filhos: Desiree, Lohram, Ablanche, e Fabien.

Com Tita vestindo a camisa 7, o Flamengo conquistou vários títulos no final dos anos 70 e no começo dos anos 80. Alguns deles foram: cariocas de 1978, 1979 e 1981, os brasileiros de 1980, 1982 e 1983, a Libertadores da América de 1981 e o Mundial de 1981.

Em 1983, Tita chegou a estar nos planos do Palmeiras, mas acabou se transferindo para o Grêmio, por empréstimo. No Olímpico, Tita manteve a fama de pé-quente e ajudou o Tricolor gaúcho a conquistar a Libertadores da América de 1983. Voltou ao Flamengo no mesmo ano, ficando fora da final do Mundial, em dezembro, quando o Grêmio derrotou o Hamburgo, da Alemanha, com dois gols de Renato Gaúcho.

Com a saída de Zico, negociado com a Udinese (Itália) em 1984, Tita assumiu a camisa 10 do Flamengo, mas em 1985 já estava de volta à capital gaúcha, desta vez para defender o Internacional de Porto Alegre.

Tita chegou com a difícil missão de substituir o uruguaio Ruben Paz, então ídolo da torcida colorado. Boas atuações do meia-atacante fizeram com que o Corinthians demonstrasse grande interesse em sua contratação, mas foi o Vasco que conseguiu tirá-lo do Beira-Rio, em 1987.

Curiosamente, naquele mesmo ano, o Vasco da Gama chegou à final do Campeonato Carioca. A decisão foi contra o time que revelou Tita, o Flamengo. Com um gol do meia, o Vasco da Gama garantiu o Campeonato Carioca e a revista "Placar" colocou a seguinte manchete na capa: "O Títalo é do Vascão".

No final de 1987, Tita aceitou o desafio de defender uma equipe do futebol alemão, o Bayer Leverkusen. Lá, ele conseguiu mais uma vez se destacar e ajudou a equipe alemã a vencer a Copa da Uefa de 1988. Depois atuou no Pescara, modesta equipe da Itália.
Retornou ao Vasco em 1989, ano em que o time de São Januário conquistou o Campeonato Brasileiro. No ano seguinte, o meia-atacante teve a chance de fazer parte da seleção brasileira na Copa do Mundo de 1990. Tita foi apenas reserva no time comandado por Lazaroni.

Em 1990, ele seguiu para o futebol mexicano. Defendeu o Puebla até o ano de 1996 e encerrou a carreira de jogador.

Jogos pelo Fla e seleção

Com a camisa rubro-negra (segundo números do "Almanaque do Flamengo", de Roberto Assaf e Clóvis Martins), Tita fez 387 jogos (243 vitórias, 96 empates e 48 derrotas) e marcou 131 gols. Já pela Seleção Brasileira, como mostra o livro "Seleção Brasileira 90 anos", Antônio Carlos Napoleão e Roberto Assaf, Tita participou de 34 jogos (20 vitórias, 9 empates e 5 derrotas) e marcou seis gols.
 
Ainda sobre Tita, no dia 9 de setembro de 2008, o querido Armando Favoretto junior mandou o seguin te e-mail:

"Flamengo juvenil 1974
Assunto: Flamengo juvenil 1974

Meu nome é Armando Favoretto Junior , sou de São José do Rio Pardo , terra do
Rondinelli , Zanatta , Edson , Marcio Araujo e muitos outros ....
Não fui profissional apesar de ter ficado no Flamengo nos anos 74 / 75 / 76
quando acabei partindo para a engenharia e abandonei o futebol....
Remexendo arquivos de futebol antigos achei aqui algumas fotos interessantes da época do Flamengo (time juvenil) das quais envio uma do nosso time na época em uma excursão pela França.
Um grande abraço
Armando Favoretto Junior"
 
ABAIXO, VÍDEO COM UMA SELEÇÃO DE GOLS E LINDOS LANCES DE TITA

TITA É APAIXONADO POR GOLFE, ESPORTE QUE COMEÇOU A PRATICAR QUANDO MORAVA NA ALEMANHA, ÉPOCA EM JOGOU NAQUELE PAÍS. ABAIXO, DOIS VÍDEOS PRODUZIDOS PELO MUSEU DA PELADA. TITA FAZ UMA JOGADA INCRÍVEL, O EAGLE

    ver mais notícias

    Pelo Flamengo:

    Com a camisa rubro-negra (segundo números do "Almanaque do Flamengo", de Roberto Assaf e Clóvis Martins), Tita fez 387 jogos (243 vitórias, 96 empates e 48 derrotas) e marcou 131 gols.

    Pela Seleção Brasileira:


    Já pela Seleção Brasileira, como mostra o livro "Seleção Brasileira 90 anos", Antônio Carlos Napoleão e Roberto Assaf, Tita participou de 34 jogos (20 vitórias, 9 empates e 5 derrotas) e marcou seis gols.

    Selecione a letra para o filtro

    publicidade
    • Tabela

    • BRASILEIRÃO 2017

    • Classificação
      Pontos
    • 1 Cor
      72
    • 2 Pal
      63
    • 3 San
      63
    • 4 Grê
      62
    • 5 Cru
      57
    • Veja tabela completa

    ÚLTIMOS CRAQUES