publicidade

Sebastian Vettel

Tetracampeão de Fórmula 1
por Marcos Júnior Micheletti
 
O alemão Sebastian Vettel é dono de alguns recordes impressionantes em sua carreira na Fórmula 1, entre eles, por enquanto, ter sido o mais jovem vencedor de um GP (aos 21 anos, três meses e oito dias), mais jovem campeão mundial (23 anos, quatro meses e 11 dias), o mais jovem bicampeão, com 24 anos, dois meses e 27 dias, o mais jovem tricampeão, com 25 anos quatro meses e 22 dias e o mais jovem tetracampeão da categoria, título conquistado em 27 de outubro de 2013, aos 26 anos, três meses e 24 dias.
 
Em 3 de outubro de 2014 foi anunciada sua saída da Red Bull, onde conquistou 38 vitórias e quatro títulos mundiais (2010, 2011, 2012 e 2013). Após quase dois meses, em 20 de novembro de 2014, foi anunciado como piloto da Ferrari.
 
Vettel nasceu na cidade de Heppenheim, sudoeste do território da Alemanha em 3 de julho de 1987, iniciando no automobilismo aos sete anos, no kart.
 
Aos 15 anos foi vice-campeão da Fórmula BMW na Alemanha, vencendo cinco das 19 etapas do campeonato.
 
Entre 16 e 17 anos venceu 18 das 20 etapas da Fórmula BMW na Alemanha, tornando-se campeão da categoria, passando em seguida para a Fórmula 3 Europeia, finalizando a temporada na quinta colocação.
No dia 27 de setembro de 2005 testou pela primeira vez um carro de Fórmula 1, um modelo da Williams-BMW.
 
Em 2006, como piloto reservva da BMW Sauber, também fez história como sendo o mais jovem piloto a participar de um evento oficial na F1, participando dos treinos livres para o GP da Turquia.
 
A estreia na Fórmula 1 aconteceu em 2007, no GP dos Estados Unidos, substituindo o polonês Robert Kubica na BMW Sauber, acidentado na prova anterior, em Montreal, no Canadá.
 
Na ocasião, Vettel largou em sétimo e recebeu a bandeira quadriculada na oitava posição, marcando seu primeiro ponto na F1 (em 2007 apenas os oito primeiros pontuavam.
 
A performance de Vettel chamou atenção no paddock da categoria, e acabou sendo contratado como piloto da Toro Rosso ainda em 2007, substituindo o norte-americano Scott Speed, que se desentendeu com a cúpula da equipe italiana de Faenza.
 
Com o carro da Toro Rosso (motor FerrarI), equipe satélite da Red Bull, disputou sete corridas naquele ano, obtendo como melhor resultado o quarto lugar no GP da China, em Xangai. Vale o registro: Vettel largou em 17º lugar.
 
Disputou toda a temporada de 2008 pela mesma Toro Rosso alcançando sua primeira pole e vitória na F1 no GP da Itália, em Monza, uma prova marcada por chuva, em que o jovem piloto administrou com perfeição e arrojo as condições instáveis.
 
Pontuou em outras sete etapas e terminou a temporada na oitava colocação, com 35 pontos.
 
Em 2009 inciou seu vínculo com a Red Bull e venceu quatro provas naquele ano (China, Inglaterra, Japão e Abu Dhabi), ficando com o vice-campeonato da temporada, atrás apenas do inglês Jenson Button, da Brawn-Mercedes.
 
No ano seguinte, cinco vitórias (Malásia, Europa/Valência, Japão, Brasil e Abu Dhabi lhe renderam seu primeiro título na Fórmula 1, com quatro pontos a mais que o espanhol Fernando Alonso, da Ferrari.
 
Em 2011 o desempenho de Vettel foi impressionante, vencendo 11 das 19 etapas da temporada, chegando ao bicampeonato com 392 pontos. O vice, Jenson Button (Mclaren Mercedes) marcou 270 pontos.
 
Em 25 de novembro de 2012 conquistou o tricampeonato da F1 após terminar o GP do Brasil, em Interlagos, na sexta colocação. Concluiu a temporada com 281 pontos, três a mais que o espanhol Fernando Alonso, da Ferrari.
 
Em 11 de junho de 2013 assinou sua renovação de contrato com a Red Bull até o final da temporada de 2015.
 
Em 27 de outubro de 2013 conquistou com três corridas de antecedência, no GP da Índia, seu quarto título (consecutivo) na Fórmula 1.

Em 26 de março de 2014 recebeu o Prêmio Laureus, o Oscar do esporte, como melhor esportista masculino de 2013, em cerimônia realizada em Kuala Lumpur, na Malásia.
 
Em 20 de novembro de 2014 foi anunciado oficialmente como piloto da Ferrari para a temporada de 2015, tendo como companheiro o finlandês Kimi Raikkonen.
 
Em 29 de março de 2015, em sua segunda corrida pela Ferrari, venceu o GP da Malásia, em Sepang. Duas semanas antes, no GP da Austrália, ele terminou no pódio, em terceiro lugar.
 
Em 20 de setembro de 2015 superou a marca de vitórias de Ayrton Senna na Fórmula 1, vencendo seu 42º GP, em Cingapura.
    ver mais notícias

    Pela Fórmula 1:

    Venceu 46 GPs e fez 49 poles.

    Conquistou quatro mundiais consecutivos, todos pela Red Bull-Renault (2010, 2011, 2012 e 2013).

    comments powered by Disqus

    Selecione a letra para o filtro

    publicidade
    • Tabela

    • BRASILEIRÃO 2017

    • Classificação
      Pontos
    • 1 Cor
      54
    • 2 San
      44
    • 3 Grê
      43
    • 4 Pal
      43
    • 5 Cru
      40
    • Veja tabela completa

    Últimos craques