publicidade

Ruy Mesquita

Jornalista
por Marcos Júnior
O jornalista Ruy Mesquita faleceu em São Paulo no dia 21 de maio de 2013, aos 88 anos, vítima de um câncer na base da língua. O tumor não foi contido, e acabou afetando outras partes de seu corpo.
Ele estava internado desde o dia 25 de abril de 2013 no Hospital Sírio-Libanês, na capital paulista.
Nascido em 16 de abril de 1925, filho do também jornalista Júlio de Mesquita Filho, Ruy Mesquita trocou o curso de direito na Faculdade de Direito do Largo São Francisco (USP) pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da mesma Universidade de São Paulo, mas começou sua vida profissional como jornalista no "Estado de S.Paulo" aos 23 anos, inicialmente na editoria internacional.
Único jornalista brasileiro a entrevistar Fidel Castro ao término da Revolução Cubana, foi homenageado pelo então presidente cubano.
Em 1964 apoiou o golpe militar que derrubou o presidente João Goulart, e dois anos depois fundou o "Jornal da Tarde", extinto em 2012.
A família Mesquita, entretanto, acabou rompendo o apoio aos governos militares posteriormente, adotando uma postura crítica contra a censura imposta na época, publicando receitas culinárias e poesias no lugar dos textos censurados, demarcando claramente aos leitores o abuso de poder.
Em 1996, com a morte de Júlio de Mesquita Neto, seu irmão, Ruy Mesquita assumiu a direção do jornal "O Estado de S.Paulo"
Escrevia os editorias do jornal "O Estado de S.Paulo" até ser acometido pela doença que o acabou vitimando.
Era casado com Laura Maria Sampaio Lara Mesquita, com quem teve três filhos (Ruy, Rodrigo e João), 12 netos e um bisneto.
    ver mais notícias

    Selecione a letra para o filtro

    publicidade
    • Tabela

    • BRASILEIRÃO 2017

    • Classificação
      Pontos
    • 1 Cor
      71
    • 2 Grê
      61
    • 3 Pal
      60
    • 4 San
      59
    • 5 Cru
      56
    • Veja tabela completa

    ÚLTIMOS CRAQUES