publicidade

Roberto Carlos

Ex-lateral pentacampeão e técnico

por Tufano Silva

Difícil encontrar no futebol moderno um lateral-esquerdo que chegue próximo ao que jogou Roberto Carlos da Silva Rocha, o Roberto Carlos. Com uma rapidez de dar inveja a velocista e uma verdadeira "bomba" na perna esquerda, que chegou a ultrapassar os 120 km/h, o atleta colecionou títulos no Palmeiras, Real Madrid e Seleção Brasileira.

No dia 29 de maio de 2017, foi anunciado como novo técnico do South Melbourne, da Austrália.

Carreira

Nascido em Garça, cidade do interior do estado de São Paulo, no dia 10 de abril de 1973, Roberto começou sua carreira no União São João, do município de Araras-SP, com apenas 17 anos. Teve rápida passagem pelo Atlético-MG, em 1992, e logo depois foi para o poderoso Palmeiras da "Era Parmalat?.

Teve uma passagem incrível pelo Alviverde. Em 185 jogos disputados nas três temporadas em que ficou no clube, venceu 113, empatou 43, perdeu 29 e marcou 17 gols. Por lá, conquistou os Campeonatos Brasileiros de 1993 e 1994, os Campeonatos Paulistas, dos mesmos anos, além do Rio-São Paulo de 93.

Após a derrota na final do Paulista de 1995 para o Corinthians, o lateral se transferiu para a Inter de Milão-ITA, por 7 milhões de dólares. Roberto Carlos não demorou a se adaptar ao estilo do novo clube, já que o mesmo jogava com um esquema muito parecido com o do Palmeiras. Ficou apenas um ano na Itália, e em 34 jogos, marcou sete gols. Uma boa média para um lateral-esquerdo.

Em 1996, chegou ao Real Madrid, onde o jogador alcançou o ápice de seu rendimento. Ficou 11 anos no clube merengue, atuando ao lado de galácticos como Ronaldo, Zidane, Figo e Beckham. Por lá conquistou o Mundial de Clubes por duas vezes, em 1998 e 2002, a Liga dos Campeões por três vezes, em 1997-1998, 1999-2000 e 2001-2002, a UEFA Super Cup, em 2002, o Campeonato Espanhol por três oportunidades, em 2000-2001, 2002-2003 e 2006-2007, além de três Supercopas da Espanha, em 1997, 2001 e 2003.

Após uma passagem irretocável pelo Real, resolveu não renovar seu contrato em 2007, e acertou sua ida para o Fenerbahçe-TUR. Jogou no time turco ao lado dos brasileiros Alex e Deivid, e conquistou apenas um título, a Super Copa da Turquia.

No dia 4 de janeiro de 2010, prestes a completar 37 anos, o jogador foi apresentado, com muita festa no Parque São Jorge, como reforço do Corinthians para o ano de seu centenário, com um contrato válido por dois anos. No entanto, após a eliminação do Timão da Libertadores 2011, o lateral se transferiu para o futebol russo, no dia 12 de fevereiro daquele ano, para jogar no Anzhi Makhachkala. 

No dia 28 de setembro de 2011, após a demissão do técnico do time russo, Roberto Carlos assumiu interinamente o comando da equipe, acumulando as funções de jogador e treinador.

No dia 1º de agosto de 2012, Roberto Carlos decidiu pendurar as chuteiras e assumir o cargo de diretor de futebol no Anzhi Makhachkala, o último clube que defendeu como profissional.

Em 2014, Roberto Carlos foi convidado pela Rede Globo para atuar como comentarista nas transmissões da Copa do Mundo do Brasil.

Em 03 de junho de 2013,  a equipe turca do Sivasspor contratou o ex-lateral para o comando técnico do time na temporada 2013-2014.
 
Em dezembro de 2014, após deixar o time na penúltima colocação no campeonato nacional, Roberto Carlos foi demitido do Sivasspor. Em 02 de janeiro de 2015 foi anunciado para dirigir outra equipe turca, o Akhisar Belediyespor.
 
No início de junho de 2015, Roberto Carlos chegou a comunicar sua ida ao Al-Arabi, do Catar. Estranhamente, porém, o ex-jogador não chegou a comandar a equipe em nenhuma partida e um mês depois acertou para ser técnico do Delhi Dynamos, da Liga Indiana.

Seleção Brasileira

 Roberto Carlos estreou com a amarelinha no dia 26 de fevereiro de 1992, em um amistoso contra os Estados Unidos, vencido pelo Brasil por 3 a 0. Ao total, foram 106 jogos, com 69 vitórias, 24 empates, 13 derrotas e 8 gols.

Disputou três Copas do Mundo, conquistando o segundo lugar em 1998, na França, o título em 2002, na Coréia do Sul e Japão, e a quinta posição em 2006, na Alemanha. Nesta última, porém, o lateral ficou injustamente marcado pela torcida brasileira, já que no lance em que o atacante francês Henry marcou o gol que eliminou o Brasil, Roberto Carlos estava na entrada da área ajeitando o seu meião. O fato é que, por conta de sua baixa estatura, o jogador não era responsável pela marcação dentro da área nas jogadas de bola parada.

Além da Copa de 2002, o lateral também faturou a Copa da Amizade, em 1992, a Copa Stanley Rous/Umbro, em 1995, a Copa América por duas vezes, em 1997 e 1999 e a Copa das Confederações, em 1997.

No dia 9 de julho de 2017 o portal UOL Esporte publicou a seguinte matéria sobre a vida do ex-jogador:

Nasce a nona filha do ex-lateral Roberto Carlos

Nasceu neste domingo (9) Manuela, a nona filha do ex-lateral Roberto Carlos. No Instagram, o atual dirigente do Real Madrid postou foto com sua mulher, Marina, na saída do Hospital Ruber Internacional, na capital espanhola.

Em outra postagem no Instagram, Roberto Carlos postou foto da filha Marina no colo de Manuela, a oitava filha do ex-jogador.

A conta de nove filhos foi feita pelo próprio Roberto Carlos em entrevista à “Gazzetta dello Sport”, em 2014. Na ocasião, o ex-jogador disse não se lembrar se havia filhos com seis ou sete mulheres diferentes.

“Eu tive só duas esposas. Difíceis são as mulheres com quem eu tive filhos. Eu tenho oito de seis ou sete mães diferentes”, afirmou na época. “Eu não me lembro… Então… era uma mexicana, uma húngara, outra brasileira… Foram mais quatro… Talvez tenha sido seis, na verdade”.

Foto: Reprodução/Instagram (retirada do portal UOL)

No dia 17 de junho de 2018, Roberto Carlos participou do Terceiro Tempo da Rádio Bandeirantes analisando a estreia do Brasil na Copa da Rússia:

No player abaixo, ouça as participações de Cafu e de Roberto Carlos no “Domingo Esportivo”, da Rádio Bandeirantes, no dia 1º de abril de 2018:

    ver mais Áudio

    Selecione a letra para o filtro

    publicidade
    • Tabela

    • BRASILEIRÃO 2018

    • Classificação
      Pontos
    • 1 São
      50
    • 2 Int
      49
    • 3 Pal
      47
    • 4 Fla
      45
    • 5 Grê
      44
    • Veja tabela completa

    ÚLTIMOS CRAQUES