publicidade

Richard

Ex-meia-direita do Palmeiras

Richard, o Richard Petrocelli, meia-direita do Palmeiras de 1950 a 1954, que já foi proprietário da Agência Ford e criou gado de corte na Fazenda Can-Can, em São José do Rio Pardo (no interior de São Paulo), faleceu no dia 16 de abril de 2013, aos 81 anos de idade, em Campinas-SP.

Ele estava internado com leucemia no Hospital e Maternidade Celso Pierro (Hospital da PUC), em Campinas.

Nascido em São José do Rio Pardo no dia 26 de maio de 1932, Richard foi casado com Magali Nogueira Petrocelli, com quem teve três filhos: Richardinho, Ana Beatriz e Maria Inês, e três netos.
Richard começou a jogar aos 14 anos, no infantil do Rio Pardo FC e aos 17, já no final dos anos 40, subiu para o time profissional. No Rio Pardo, em 1949, conquistou o título da segunda divisão dos profissionais, quando também foi o artilheiro da competição marcando 40 gols.
Em 1950, ano em que chegou ao Palmeiras, conquistou as "Cinco Coroas": Torneio Início do Paulistão, Taça Cidade de São Paulo, Torneio Ano Santo, Campeonato Paulista e Rio-São Paulo. Em 1951, conquistou a famosa Copa Rio, que muitos consideram como um mundial de clubes já que a competição contou com Palmeiras; Vasco; Austria, de Viena; Nacional, do Uruguai; Juventus, da Itália; Sporting, de Portugal; Olympique, de Nice; e Estrela Vermelha, da Iugoslávia.
Na semifinal da competição, contra o Vasco da Gama, Richard fraturou o tornozelo e não pôde enfrentar a Juventus, na final, quando o Palmeiras sagrou-se campeão após um empate por 2 a 2 com o time italiano (na primeira partida, o Verdão ganhou de 1 a 0).
Ainda conseguiu pelo Alviverde o tricampeonato do Rio-São Paulo e o títula da Taça Cidade do Méxixo, em 1952, o vice-campeonato paulista em 1953, e também o vice do Paulistão do ano seguinte, quando o Corinthians conquistou o famoso "título do quarto centenário".
Em 1954, mesmo recebendo propostas da italiana Fiorentina, resolveu encerrar a carreira, com problemas no menisco.
Quem nos mandou as informações e as fotos foi o grande Antonio Carlos N. de Oliveira, o Leivinha. Muito obrigado, Leivinha!
    ver mais notícias
    Pelo Palmeiras:

    Atuou em 39 jogos, sendo 20 vitórias, 6 empates e 13 derrotas. Marcou 22 gols.

    Fonte: Almanaque do Palmeiras, de Celso Unzelte e Mário Sérgio Venditti.
    comments powered by Disqus

    Selecione a letra para o filtro

    publicidade
    • Tabela

    • BRASILEIRÃO 2017

    • Classificação
      Pontos
    • 1 Cor
      37
    • 2 Grê
      31
    • 3 San
      27
    • 4 Fla
      15
    • 5 Spo
      24
    • Veja tabela completa

    Últimos craques