publicidade

Montanaro

Ex-jogador de vôlei
Por Marcelo Rozenberg
 
José Montanaro Júnior, o ex-atacante Montanaro da Pirelli e da Seleção Brasileira de Vôlei Masculino, seguia aposentado em 2017.
 
O ex-jogador nasceu em São Paulo em 29 de junho de 1958, mesmo dia em que a Seleção Brasileira de Futebol conquistou a Copa do Mundo da Suécia batendo a seleção da casa por 5 a 2. Na carreira, defendeu também Paulistano, Edilcuoghi, da Itália, e Banespa.

Pela Seleção Brasileira, integrou a equipe que ganhou a medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Los Angeles, em 1984. Em 1979, ganhou a medalha de prata nos Jogos Pan-Americanos de San Juan. Por sinal, vestiu a camisa da Seleção em 304 jogos.
Desde 1993, trabalha como gerente de vôlei do Banespa/Santander/São Bernardo. Separado, tem duas filhas que também jogam vôlei.

Monta conta um momento inusitado ocorrido em em 1983. Faltando poucos dias para o Pan de Caracas, deu um chute em um banco que estava na quadra em um momento de nervosismo durante treinamento.

Contundido, foi cortado e substituído por Domingos Maracanã, que com o restante do grupo, trouxe para o Brasil a medalha de ouro.

NÚMEROS COMPLETOS

1976-Medalha de Prata nas Olimpíadas de Los Angeles 13 campeonatos paulistas 10 campeonatos brasileiros 12 campeonatos sul-americanos 01 campeonato mundial

1977-Campeão Brasileiro "Seleção Paulista Juvenil Campeão Sul-Americano" La Paz "Seleção Bras. Juvenil Campeão Paulista Juvenil - Paulistano Campeão Paulista Adulto" Paulistano

1978-Bronze Campeonato Mundial Sel. Bras. Juvenil Campeão Paulista Juvenil - Paulistano Campeão Paulista Adulto - Paulistano

1979-Campeão Sul-Americano Sel. Bras. Juvenil

Campeão Paulista Adulto Paulistano Prata Pan-Americano Porto Rico Campeão Sul-Americano Argentina Sel. Bras. Campeão Brasileiro Belém Sel. Paulista Adulta

1980-4º. Lugar Camp. Italiano Itália Edilcuoghi Adulto Campeão da Copa Itália - Edilcuoghi Adulto 4º. Lugar Olimpíada de Moscou Sel. Brasileira

1981-Campeão da Copa Itália Itália Edilcuoghi Adulto Bronze Copa do Mundo Japão Sel. Brasileira Campeão Copa Sul-Americana Santo André Pirelli Campeão Paulista Pirelli

1982-Campeão Mundialito RJ Sel. Brasileira Prata Campeonato Mundial Argentina Seleção Brasileira Campeão Paulista Pirelli Campeão Brasileiro Pirelli

1983-Campeão Copa Intercontinental Argentina Pirelli Campeão Paulista Pirelli Campeão Brasileiro Pirelli

1984-Prata Olimpíadas Los Angeles Sel. Brasileira
Campeão Mundialito SP Sel. Brasileira Campeão Mundial SP Pirelli Campeão Paulista Pirelli

1985-Campeão Intercontinental Parma Pirelli Campeão Sul-Americano Argentina Sel. Brasileira Campeão Paulista Pirelli

1986-Campeão Mundial Paris Sel. Brasileira Campeão Paulista Pirelli

1987-Campeão Brasileiro E.C. Banespa Campeão Circuito Nacional E.C. Banespa Campeão Sul-Americano Peru E.C. Banespa Vice-Campeão Paulista E.C. Banespa

1988-Campeão Sul-Americano Chile E.C. Banespa 4º. Lugar na olimpíada de Seul Vice-Campeão Paulista E.C. Banespa 3º. Lugar Campeonato Brasileiro E.C. Banespa

1989-Campeão Paulista E.C. Banespa Campeão Brasileiro E.C. Banespa Campeão Sul-Americano Argentina E.C. Banespa 4º. Lugar Campeonato Mundial Itália E.C. Banespa

1990- Campeão Paulista E.C. Banespa Campeão Brasileiro E.C. Banespa Campeão Sul-Americano S.P. E.C. Banespa Prata Campeonato Mundial Itália E.C. Banespa

1991-Campeão Paulista E.C. Banespa, Campeão Brasileiro E.C. Banespa, Campeão Sul-Americano SP E.C. Banespa, Prata Campeonato Mundial SP E.C. Banespa

1992-Campeão Sul-Americano S.P. E.C. Banespa

Em 2 de março de 2018, Flávia Raucci escreveu sua coluna semanal no Portal do Luiz Andreoli sobre a paixão de Montanaro por cavalos. O texto segue abaixo, na íntegra.

Reencontrando mitos

O primeiro passo para obter sucesso, é identificar um sonho”.
(José Montanaro Júnior)
O ex atacante “Montanaro” da Pirelli e da Seleção Brasileira de Vôlei Masculino, inesquecível medalhista que reúne tantos títulos e que fez parte de uma geração que abriu as portas do sucesso internacional do Brasil no vôlei, fala à Coluna Cavalos, que junto à sua família, mantém convivência diária com os cavalos.

“Conviver com os cavalos, cavalgar com a família e amigos, apreciar o andamento, a docilidade e a vitalidade dos animais, é o que mais gostamos. Sempre finalizamos com um belo churrasco!” Disse ainda que já faz parte dos hábitos da família Montanaro, as práticas de manejo, e sentem muito prazer ao realizá-las.

Sua relação com os cavalos, começou desde criança, quando morava no Bairro da Casa Verde , e auxiliava um vizinho com o manejo de vacas e cavalos. Seus pais também proporcionavam à família, passeios a cavalo na Região de Interlagos e visitas às Exposições de Cavalos da raça Mangalarga no Parque da Água Branca em São Paulo.

“Eu adorava assistir as provas! Os cavalos da raça Mangalarga me chamavam muito a atenção por serem bonitos e possuírem um andar imponente”.

Montanaro é hoje, um criador de cavalos, amante da raça Mangalarga, e diz ter acompanhado a sua evolução.

Declarou estar muito satisfeito com o nível de marcha que o Mangalarga vem apresentando atualmente, fazendo dele o verdadeiro “cavalo de sela brasileiro” macio e confortável.

Eu tenho observado de perto, várias histórias de convívio entre atletas e cavalos. Vale lembrar, que tanto as cavalgadas, como praticar esportes, faz com que o corpo libere hormônios que causam a sensação de bem estar, amor e felicidade: a endorfina, ocitocina, serotonina ,entre outros. Não é sensacional?

Estávamos com saudades, Montanaro!

Esse mundo tem me proporcionado surpresas incríveis e uma delas foi reencontrar você!

Até a próxima semana ,onde volto com muitas dicas de uma “fera do mundo equestre”, para todos aqueles que quiserem se aproximar desse universo fascinante e não sabem por onde começar.

    ver mais notícias

    Selecione a letra para o filtro

    publicidade
    • Tabela

    • BRASILEIRÃO 2017

    • Classificação
      Pontos
    • 1 Cor
      72
    • 2 Pal
      63
    • 3 San
      63
    • 4 Grê
      62
    • 5 Cru
      57
    • Veja tabela completa

    ÚLTIMOS CRAQUES