publicidade

Márcio Santos

Ex-zagueiro do Novorizontino, São Paulo e Seleção

por Tufano Silva

Márcio Roberto dos Santos, o Márcio Santos, ex-zagueiro do Novorizontino-SP, São Paulo e tetracampeão mundial com a Seleção Brasileira, em 2011, com as chuteiras já penduradas, residia na belíssima cidade de Balneário Camboriú-SC, onde era dono de um shopping center.

Em 19 de abril de 2008, o ex-defensor sofreu um acidente vascular cerebral. Após permanecer internado no Hospital do Coração de Balneário Camboriú por cinco dias, Márcio Santos recebeu alta, sem ter ficado com nenhum tipo de sequela.

Destaque no Novorizontino

Nascido na cidade de São Paulo no dia 15 de setembro de 1969, Márcio Santos iniciou sua carreira no Grêmio Esportivo Novorizontino-SP, em 1987. Três temporadas mais tarde, transferiu-se para o Internacional, clube no qual o defensor permaneceu por apenas um ano, conquistando o Gauchão de 1991.

Teve uma passagem rápida pelo Botafogo, em 1992, fazendo pelo Alvinegro 32 partidas e marcando nove gols. Depois de atuar alguns meses nos gramados cariocas, foi para o futebol europeu, para defender o Bordeaux-FRA.

Márcio Santos na Copa de 1994

Jogou por quase duas temporadas na França, não conquistando nenhum título por lá. No entanto, o bom desempenho do zagueiro pelos "Girondins? fez com que Márcio Santos fosse convocado por Carlos Alberto Parreira para a Copa do Mundo de 1994, realizada nos Estados Unidos.

Fazendo dupla com Aldair na zaga, Márcio Santos foi titular da Seleção Brasileira em todas as partidas daquele Mundial. Chegou a marcar um gol, contra Camarões, na fase de grupos, e o destaque negativo do defensor naquela Copa foi a cobrança desperdiçada na disputa por pênaltis na final, contra a Itália. No entanto, com uma "ajudinha? de Roberto Baggio, o Brasil conquistou o tetracampeonato mundial, e, por conta disso, o erro do zagueiro acabou não ficando marcado na memória do torcedor brasileiro.

Após a Copa do Mundo, Márcio Santos se transferiu para a Fiorentina, da Itália. Uma temporada mais tarde, foi para o futebol da Holanda, para defender o Ajax, onde também ficou por apenas um ano, conquistando o Campeonato Holandês de 1995/96.

No São Paulo Futebol Clube

Retornou ao futebol brasileiro em 1997, para defender o Atlético-MG, mas logo foi contratado para jogar no São Paulo Futebol Clube. Foram três temporadas no clube do Morumbi, onde Márcio Santos não se entendeu muito bem com os treinadores, em especial, Paulo César Carpegiani. Mesmo com os desentendimentos, o defensor realizou 93 partidas pelo Tricolor, com 48 vitórias, 18 empates, 27 derrotas, quatro gols marcados, e um Campeonato Paulista conquistado, em 1998.

Depois de uma rápida passagem pelo Santos, em 2000, Márcio Santos rodou por times de menor expressão do Brasil e China, como Jinan-CHI, Gama-DF, Shandong Luneng Taishan-CHI, Paulista-SP, Joinville-SC e Portuguesa Santista-SP.

    ver mais notícias

    São Paulo Futebol Clube

    93 jogos, 48 vitórias, 18 empates, 27 derrotas, quatro gols e um título, o Campeonato Paulista de 1998.

    Seleção Brasileira

    42 jogos, 26 vitórias, nove empates, sete derrotas, cinco gols e dois títulos, A Copa do Mundo de 1994 e a Copa Stanley Rous/Umbro.

    Fontes: Amalnaque do São Paulo, de Alexandre da Costa, e Seleção Brasileira - 90 Anos, de Antonio Carlos Napoleão e Roberto Assaf.

    Selecione a letra para o filtro

    publicidade
    • Tabela

    • BRASILEIRÃO 2018

    • Classificação
      Pontos
    • 1 Pal
      62
    • 2 Fla
      58
    • 3 Int
      56
    • 4 São
      53
    • 5 Grê
      52
    • Veja tabela completa

    ÚLTIMOS CRAQUES