publicidade

Gilmar Dal Pozzo

Ex-goleiro artilheiro e técnico
por Túlio Nassif
 
Gilmar Dal Pozzo, ou apenas Gilmar, nasceu no dia 1 de setembro de 1969, em Quilombo, município do Estado de Santa Catarina. Foi um bom goleiro tendo, também, como qualidade, marcado alguns gols, estes, quase todos de pênaltis, durante sua carreira. Em 7 de março de 2017, foi anunciado como novo técnico do Juventude, onde permaneceu até o dia 21 de outubro de 2017, após derrota no dia anterior dda equipe gaúcha para o Guarani-SP, pela Série B do Brasileirão.

Iniciou sua vida no futebol defendendo o Pratense-RS, em 1988. Jogou apenas um ano na equipe profissional, em 1989, até que, suas boas atuações o levaram ao Caxias, no ano seguinte.

Foi goleiro do time grená de 1990 a 1992. Após isto, passou por diversas equipes, dentre elas, Veranópolis de 1993 a 1995; voltou para o Caxias em 1996; Londrina em 1997; mais uma vez retornou para o Caxias, de 1998 a 2000 e neste último ano, fez grande campanha, sendo campeão gaúcho sob o comando do técnico Tite e com direito a uma penalidade defendida na final contra o Grêmio, batida por Ronaldinho Gaúcho; Marítimo-POR de 2000 a 2003; Goiás em 2003; Avaí de 2004 a 2005; Santa Cruz em 2005; voltou para o Veranópolis em 2006 e encerrou carreira no Ulbra-RS, em 2007.

A paixão pelo futebol era tanta, que Gilmar não abandonou o futebol, resolveu ser técnico.

De início, treinou clubes do Rio Grande do Sul, como o Veranóplis em três oportunidades, em 2008, de 2009 a 2011 e em 2012; o Pelotas em mais de uma vez, em 2008 (conquistando a Copa FGF de 2008, também conhecida como Copa Lupi Martins) e de 2010 a 2011; o Novo Hamburgo em 2010 e no dia 11 de setembro de 2012, assumiu a Chapecoense.

Quem ouve o técnico Gilmar, pode até confundi-lo com o treinador campeão mundial com o Corinthians, Tite. Tão parecidas são as expressões usadas e o sotaque da serra gaúcha, de onde ambos são originários. Gilmar fez estágio com Tite no time do Parque São Jorge e, em poucos meses em Chapecó, já comandou a equipe no acesso para a Série B do Brasileiro do Brasileiro, em 2012. 
 
Gilmar ficou na Chapecoense até maio de 2014.
 
Noa dia 5 de setembro de 2014, Gilmar assinou contrato com o Criciúma, outro time de Santa Catarina. Porém, quase dois meses depois, no dia 27 outubro, o técnico acabou demitido, deixando o Tigre na lanterna do Campeonato Brasileiro. 
 
Em seguida, Gilmar treinou  ABC de Natal (em 2015), Náutico (em 2016), Paysandu (em 2016) e Ceará (em 2017).
    ver mais notícias

    Selecione a letra para o filtro

    publicidade
    • Tabela

    • BRASILEIRÃO 2018

    • Classificação
      Pontos
    • 1 Pal
      62
    • 2 Fla
      58
    • 3 Int
      56
    • 4 São
      53
    • 5 Grê
      52
    • Veja tabela completa

    ÚLTIMOS CRAQUES