publicidade

Evaristo de Macedo

Ex-atacante do Fla, Barcelona e Real Madrid
por Rogério Micheletti
 
Evaristo de Macedo Filho, o Evaristo, ex-atacante do Flamengo, Barcelona e Real Madrid e um dos melhores jogadores brasileiros em todos os tempos, também fez uma bonita carreira como técnico, encerrada em 2007.
 
No currículo, Evaristo tem oito títulos baianos, quatro pernambucanos, um gaúcho, um Campeonato Brasileiro e uma Copa do Brasil.
 
O último clube dele foi o Santa Cruz-PE. O ex-treinador mora no Rio de Janeiro (RJ).
 
Nascido no dia 22 de junho de 1933, na capital carioca, Evaristo começou a carreira de jogador no Madureira (RJ), em 1950. Dois anos depois, ele já estava no Flamengo, onde foi tricampeão carioca (1953, 54 e 55).
 
Vestindo a camisa do Fla, foram 182 jogos (101 vitórias, 35 empates, 46 derrotas) e 102 gols marcados (Almanaque do Flamengo - Clóvis Martins e Roberto Assaf).
 
Evaristo de Macedo conseguiu a façanha de se tornar ídolo de dois rivais na Espanha: o Barcelona, clube que defendeu 1957 a 1962, e do Real Madrid, de 1963 a 1965.
Pelo Barça, Evaristo ganhou vários títulos, entre eles os espanhóis de 1959 e 60 e a Copa da Uefa de 1958, 1959 e 1960. Além disso, o ex-atacante, habilidoso, foi o maior artilheiro brasileiro da história do clube catalão.
 
Pelo time merengue, Evaristo seguiu ganhando títulos. Foram três campeonatos espanhóis: 1963, 1964 e 1965. Ainda em 1965, ele voltou ao futebol brasileiro e encerrou a carreira no Flamengo.
 
"O torcedor brasileiro não tem idéia de como o Evaristo de Macedo é idolatrado na Espanha. Foi, sem dúvida, um dos maiores jogadores do mundo em todos os tempos", diz Roberto Dinamite, ex-ídolo vascaíno e que teve rápida passagem pelo Barça.

Pela Seleção Brasileira, Evaristo de Macedo não teve muitas chances como jogar. Atuou em apenas 14 partidas e marcou oito gols. Detalhe: dos oito gols, cinco foram marcados em uma mesma partida.

No dia 23 de março de 1957, no Estádio Nacional, em Lima (PER), em partida válida pelo Campeonato Sul-Americano, o Brasil venceu a Colômbia por 9 a 0. Evaristo marcou cinco gols. Pepe, Didi (com dois) e Zizinho completaram o placar (fonte: Seleção Brasileira 90 anos - Antonio Carlos Napoleão e Roberto Assaf).
 
Como técnico, ele dirigiu importantes equipes do futebol brasileiro. Algumas delas foram: Flamengo, Vasco da Gama, Bahia, Grêmio, Corinthians, Vitória, Atlético Paranaense e Cruzeiro.
 
No Bahia, em 1988, ele viveu seu melhor momento treinador. Ele dirigiu o time que foi campeão brasileiro. A equipe-base do Tricolor baiano tinha: Ronaldo; Tarantini, João Marcelo, Claudir e Paulo Róbson; Paulo Rodrigues, Gil, Bobô e Zé Carlos; Charles e Marquinhos.
 
Pela Seleção Brasileira, Evaristo de Macedo não teve muito sucesso. Dirigiu a equipe em 1985, pouco antes das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 1986, no México.
 
Quem dirigiu o time canarinho naquele mundial foi Telê Santana.
 
No Grêmio, ele foi campeão da Copa do Brasil com o Grêmio, justamente sobre o Flamengo, clube que defendeu como jogador.
    ver mais notícias
    Pelo Flamengo:

    Vestindo a camisa do Fla, foram 182 jogos (101 vitórias, 35 empates, 46 derrotas) e 102 gols marcados (Almanaque do Flamengo - Clóvis Martins e Roberto Assaf).

    Pela Seleção Brasileira:

    Pela Seleção Brasileira, Evaristo de Macedo não teve muitas chances como jogar. Atuou em apenas 14 partidas e marcou oito gols. Detalhe: dos oito gols, cinco foram marcados em uma mesma partida.

    Selecione a letra para o filtro

    publicidade
    • Tabela

    • BRASILEIRÃO 2018

    • Classificação
      Pontos
    • 1 Pal
      59
    • 2 Int
      56
    • 3 Fla
      55
    • 4 São
      52
    • 5 Grê
      51
    • Veja tabela completa

    ÚLTIMOS CRAQUES