publicidade

Edu

Ex-ponta-esquerda do Santos

Para o saudoso Jorge Cury, o "Urubu Bonito" era o Edu, o Jonas Eduardo Américo, monumental ponta-esquerda do Santos. Edu, paulista de Jaú-SP, continua morando em Santos e sua canhota ainda é lembrada como uma das melhores do mundo.

Nascido no dia 6 de agosto de 1949, Edu participou das Copas de 1966, na Inglaterra, 70 no México, e 74 na Alemanha.

Edu foi um dos 47 jogadores convocados, pelo técnico Vicente Feola, para o período de treinamento que visava conquistar a Copa da Inglaterra e, consequentemente, o tricampeonato mundial de futebol. Infelizmente deu tudo errado.
 
Os 47 jogadores convocados, devido a forte pressão dos dirigentes dos clubes, para o período de treinamento em Serra Negra-SP e Caxambu-MG como preparação para a Copa de 66, na Inglaterra, foram: Fábio, São Paulo, Gylmar ,  Santos, Manga , Botafogo, Ubirajara Mota, Bangu e Valdir, Palmeiras (goleiros); Carlos Alberto Torres, Santos, Djalma Santos,  Palmeiras, Fidélis , Bangu, Murilo , Flamengo, Édson Cegonha , Corinthians, Paulo Henrique , Flamengo e Rildo , Botafogo (laterais); Altair , Fluminense, Bellini , São Paulo, Brito , Vasco, Ditão , Flamengo, Djalma Dias ,Palmeiras, Fontana , Vasco, Leônidas , América/RJ, Orlando Peçanha , Santos e Roberto Dias , São Paulo (zagueiros); Denílson , Fluminense, Dino Sani , Corinthians, Dudu , Palmeiras, Edu , Santos, Fefeu , São Paulo, Gérson , Botafogo, Lima , Santos, Oldair , Vasco e Zito , Santos (apoiadores); Alcindo , Grêmio, Amarildo , Milan, Célio , Vasco, Flávio , Corinthians, Garrincha , Corinthians, Ivair , Portuguesa de Desportos, Jair da Costa , Inter de Milão, Jairzinho, Botafogo, Nado-Náutico, Parada , Botafogo, Paraná , São Paulo, Paulo Borges , Bangu, Pelé , Santos, Servílio , Palmeiras, Rinaldo , Palmeiras, Silva , Flamengo e Tostão , Cruzeiro (atacantes).

Dos 47 convocados por Vicente Feola, para esse infeliz período de treinamentos, acabaram viajando para a Inglaterra os seguintes 22 "sobreviventes": Gylmar e Manga (goleiros); Djalma Santos, Fidélis, Paulo Henrique e Rildo (laterais); Bellini, Altair, Brito e Orlando Peçanha (zagueiros); Denílson, Lima, Gérson e Zito (apoiadores); Garrincha, Edu, Alcindo, Pelé, Jairzinho, Silva, Tostão e Paraná (atacantes).

É casado, não tem filhos, é professor de escolinhas de futebol em Santos, e continua jogando futebol masters pelo Brasil ao lado de veteranos do Santos e do Corinthians. Pelo Timão, Edu sagrou-se campeão paulista de 1977.

Pelo alvinegro do Parque São Jorge, Edu realizou 39 partidas e marcou quatro gols. Só jogou no ano de 77. Disputava a 11 do Corinthians com o ex-atleticano Romeu Cambalhota.

Além de Santos e Corinthians, Edu defendeu também o Internacional, além de equipes do México e dos Estados Unidos.

Defendendo o Peixe, faturou os títulos paulistas de 1965, 1967, 1968, 1969 e 1973; Taça Brasil de 1965; o Rio-São Paulo de 1966 e o Robertão de 1968.

Pelo mundo, entre 1965 e 1975, Edu ganhou tudo quanto é torneio de verão, inverno, outono e primavera que inventaram. Edu, o legítimo e primeiro Edu do futebol brasileiro, foi um dos mais brilhantes jogadores de futebol que Deus pôs na terra.

Equipes defendidas por Edu

Santos (1966 até 1976), Corinthians (1977), Internacional (1977 até 1978), Monterrey do México (1978 até 1983), São Cristóvão (1983), Dom Bosco (1985) e Club Brasil Masters (1992 até 1995).

Títulos

Campeonato Paulista: 1967, 1968, 1969, 1973, 1977 Copa Brasil: 1965 Torneio Rio - São Paulo: 1966 Recopa: 1968 Copa Roberto Gomes Pedrosa (São Paulo): 1968 Copa Rio Branco: 1968 Copa Oswaldo Cruz: 1968 Copa do Mundo: 1970 Campeonato Amazonense: 1983, 1984 Copa da Prata: 1968 Torneio de Roma/Florença: 1968 Torneio de Buenos Aires: 1968 Torneio de Amazônia: 1968 Torneio da cidade de Kingston: 1971 Torneio Laudo Natel: 1975.

Abaixo, um trecho de um artigo que Junios Paes Leme, irmão de Turcão (ex-lateral-esquerdo do Santos) escreveu sobre Edu, publicado na tribuna do leitor do jornal "A Tribuna de Santos", em 29 de agosto de 2005:

Edu, o singular

"Edu, no Santos estreou com 15 anos, em 1966, tendo carreira vitoriosa, sendo campeão paulista cinco vezes (1965 a 69 e 1973); da Taça Brasil e da Torneio Rio-São Paulo, em 1966; Taça de Prata, da Recopa Sul-americana e Recopa Mundial, em 1968; da Taça Cidade de São Paulo, em 1970, além de inúmeros títulos internacionais. Fez 183 gols em 584 jogos. Na seleção estreou com 16 anos, em amistoso, e logo foi para a Copa de 1966 (Edu e Zito foram os únicos jogadores dos 22 convocados que não atuaram no Mundial de 66).

Em 1969, aos 19 anos, disputou e venceu as eliminatórias para a Copa de 70, como titular absoluto. Em 1979, com 20 anos, foi campeão do mundo. Em 1974, aos 24 anos, completou sua terceira atuação em copas do mundo.

Edu era ambidestro, jogava com igual desenvoltura nas duas pontas superando, pela direita, o divinizado Garrincha e, pela esquerda, o talentoso Canhoteiro e o portentoso Pepe. Jogando no meio do ataque teve momentos gloriosos ao lado de Pelé, fazendo esquecer, em muitos detalhes, os lendários Pagão e Coutinho.

Por tudo que representou, arrisco opinar que depois do mitológico Pelé,Edu perpetua-se como o melhor jogador do planeta, de todos os tempos.

É assim que enxergo, prezado Milton Neves.

Receba meus respeitos e minha admiração.

Junios Paes Leme - Santos (SP)

VEJA, NO VÍDEO ABAIXO, COM APRESENTAÇÃO DE FÁBIO PIPERNO, NO "HISTÓRIAS DA COPA DO MUNDO", ESPECIAL SOBRE EDU, O CAÇULA DOS CONVOCADOS BRASILEIROS PARA MUNDIAIS

    ver mais notícias
    ver mais Áudio
    Pela Seleção Brasileira:

    Atuou em 54 jogos, sendo 40 vitórias, 8 empates e 6 derrotas. Marcou 10 gols.
    Fonte: "Seleção Brasileira - 90 Anos - 1914 - 2004"
    Autores: Antonio Carlos Napoleão e Roberto Assaf

    Pelo Corinthians:

    Atuou em 39 jogos, durante o ano de 1977 e marcou quatro gols. Participou da conquista do histórico Campeonato Paulista daquele ano.
    Fonte: Almanaque do Timão, de Celso Unzelte.

    Selecione a letra para o filtro

    publicidade
    • Tabela

    • BRASILEIRÃO 2018

    • Classificação
      Pontos
    • 1 Pal
      59
    • 2 Int
      56
    • 3 Fla
      55
    • 4 São
      52
    • 5 Grê
      51
    • Veja tabela completa

    ÚLTIMOS CRAQUES