publicidade

Cleo Hickmann

Ex-Inter e Palmeiras
por Rogério Micheletti e Breno Menezes
 
Cleo Inácio Hickmann, o Cleo, ex-meia-atacante do Internacional (RS), Palmeiras, América de Rio Preto (SP) e Sport Recife, mora em Porto Alegre (RS), onde trabalha como empresário de jogadores.
 
Nascido no dia 9 de fevereiro de 1959, em Venâncio Aires (RS), o loirinho Cleo, que chegou a ser comparado com Paulo Roberto Falcão, começou nos juvenis do Inter em 1976.
 
Em 79, ele serviu a seleção brasileira que venceu o Pan-Americano. "Eu praticamente não joguei no Inter no Brasileiro de 79, porque estava na seleção que era comandada por Mário Travaglini", lembra Cleo. Em 80, Cleo foi emprestado para o América de Rio Preto (SP) e por pouco não foi negociado com o Palmeiras.
 
Entre 1981 e 1982 esteve no Barcelona, da Espanha, por empréstimo. O visual do jogador, parecido com o de Falcão, chamou atenção dos dirigentes do clube catalão.
 
A ida do meia para o time de Palestra Itália só aconteceu em 1983, depois de muita insistência do técnico Rubens Minelli. "O professor Minelli já conhecia o meu trabalho nos juvenis do Inter e por isso quis me levar para o Palmeiras", conta Cleo.
 
No entanto, ele não brilhou no Alviverde e acabou sendo emprestado ao Flamengo, na troca por Baltazar, ainda em 83. "O Flamengo conquistou a Taça Rio, mas na final do Carioca perdeu para o Fluminense, que marcou um gol no final com o Assis", lamenta.
 
Em 1985, Cleo retornou para o América (RJ) e depois foi jogar no Sport Recife, clube que defendeu entre 1986 a 1988. Em 1989, ele encerrou a carreira no Vila Nova (GO), após sofrer séria lesão no joelho.
 
"Tinha apenas 28 anos e foi muito difícil ter que parar de jogar", diz Cleo, que chegou a treinar equipes juniores e trabalhou cinco anos como vendedor de carros de uma revendedora Chevrolet, antes de se tornar empresário de jogadores.
 
Números pelo Palmeiras

Cleo teve uma passagem rápida pelo Palmeiras. Foram apenas 56 jogos com a camisa alviverde, entre 1983 e 1984. Foram 26 vitórias, 22 empates, oito derrotas e 13 gols marcados, segundo números do "Almanaque do Palmeiras", de Celso Unzelte e Mário Sérgio Venditti.
 
Parente de apresentadora

O sobrenome Hickman é famoso dentro e fora do futebol. Cleo é primo, em primeiro grau, da apresentadora e modelo Ana Hickmann.
    ver mais notícias

    Pelo Palmeiras:

    Cleo teve uma passagem rápida pelo Palmeiras. Foram apenas 56 jogos com a camisa alviverde, entre 1983 e 1984. Foram 26 vitórias, 22 empates, oito derrotas e 13 gols marcados, segundo números do "Almanaque do Palmeiras", de Celso Unzelte e Mário Sérgio Venditti.

    Selecione a letra para o filtro

    publicidade
    • Tabela

    • BRASILEIRÃO 2018

    • Classificação
      Pontos
    • 1 Pal
      59
    • 2 Int
      56
    • 3 Fla
      55
    • 4 São
      52
    • 5 Grê
      51
    • Veja tabela completa

    ÚLTIMOS CRAQUES