publicidade

Claudecir

Ex-volante de São Caetano e Palmeiras
por  Diogo Miloni
 
Claudecir Aparecido de Aguiar, ou apenas Claudecir, é um ex-volante que vestiu as camisas de Palmeiras e São Caetano, em 2010, já havia pendurado as chuteiras e tinha a intenção de se tornar treinador.
 
Em 2016 mudou-se para Barra Bonita onde realiza um trabalho social de futebol na cidade vizinha de Igaraçu do Tietê. É o Projeto Social Cidadão do Amanhã. Em março de 2018 a iniciativa amparava 104 crianças entre oito e 17 anos. Com a ajuda um amigo pedagogo a intenção de Claudecir é contribuir para a formção dos jovens atletas.
 
Além disso, o ex-volante participa de jogos beneficentes com os masters do Palmeiras, com a seleção paulista e com os Atletas de Cristo.
 
Nascido em Agudos, cidade do interior paulista, no dia 15 de outubro de 1975. Claudecir começou sua carreira em 1996 atuando no Noroeste-SP, no mesmo ano foi emprestado para o Mogi-Mirim-SP, para adquirir experiência.

Na temporada seguinte, o volante retornou para o time de Bauru, por onde ficou até 1999, quando foi transferido para o São Caetano.
 
No Azulão, Claudecir encontrou seu melhor futebol na disputa da Copa João Havelange, ajudando o time de ABC Paulista à chegar na final contra o Vasco da Gama.
 
O time do São Caetano não tinha um grande elenco, mas conseguiu de destacar graças a entrega dos atletas dentro de campo, sendo  considerado a sensação do campeonato nacional de 2000. Com o comando de Jair Picerni e o talento de Adãozinho, Adehmar e Esquerdinha.
 
A decisão contra o Cruzmaltino foi marcada por escândalos e polêmicas envolvendo, entre outras coisas a transmissão da partida, mas o Vasco foi melhor em campo, e saiu com o título nacional.
Em 2001, Claudecir se transferiu para o Palmeiras, mas pouco atuou e não conseguiu espaço no time titular. No ano seguinte acertou sua volta para o São Caetano, e ajudou o time na campanha da Taça Libertadores.
 
Novamente com status de zebra, o Azulão chegou à decisão do torneio internacional, mas foi batido pelo Olímpia - PAR nos pênaltis.
Claudecir ainda vestiu as camisas do Kashima Antlers-JAP, Atlético-MG, Portuguesa e Vila Nova-GO,
 
Em 2009, no time goiano, o volante pensou em pendurar as chuteiras graças a um problema no joelho que o impedia de continuar jogando profissionalmente. Ainda forçou um retorno aos gramados em 2011, defendendo o XV de Jaú por um curto período, quando definitivamente parou de atuar profissionalmente.
 
Como a paixão pelo esporte falou mais alto, o ex-atleta que sempre teve uma boa condição física, foi chamado para a equipe de Showbol do Palmeiras.
 
Abaixo vídeo com ex-atletas comemorando o primeiro ano do Projeto Social Cidadão do Amanhã:

 

    ver mais notícias

    Selecione a letra para o filtro

    publicidade
    • Tabela

    • BRASILEIRÃO 2018

    • Classificação
      Pontos
    • 1 São
      51
    • 2 Pal
      50
    • 3 Int
      50
    • 4 Fla
      48
    • 5 Grê
      47
    • Veja tabela completa

    ÚLTIMOS CRAQUES