publicidade

Casagrande

Ex-centroavante do Corinthians, São Paulo e Flamengo
por Rogério Micheletti
 
Walter Casagrande Júnior, o Casagrande, ex-centroavante do Corinthians, de 82 a 84, 85 a 87 e 1994, hoje é comentarista esportivo da TV Globo. Em 24 de dezembro de 2016 assumiu namoro com a cantora Baby do Brasil. Casagrande informou o fim do relacionamento em 03 de março de 2017. Segundo ele, a relação já havia terminado antes do Carnaval daquele ano.
 
Em 29 de maio de 2015, aos 52 anos, sofreu um infarto do miocárdio e foi internado no Hospital TotalCor, em São Paulo, onde foi submetido a dois procedimentos cirúrgicos: cateterismo e angioplastia, ficando na UTI até o dia 31, quando foi encaminhado para um quarto normal e recebeu alta hospitalar no dia 3 de junho de 2015.
 
Antes, sofreu grave acidente de carro em 2007, no bairro da Lapa, e ficou afastado das transmissões. Em Abril de 2008, a revista Placar publicou extensa reportagem mostrando que o ex-jogador estava numa clínica lutando contra o pesadelo das drogas.
 
Para isso, ele teve o amplo apoio da sua bela família, dos amigos e da Rede Globo de Televisão. Deixou a clínica em julho do mesmo ano. "Torço muito para o Casão voltar rapidamente às transmissões, afinal ele é um dos melhores comentaristas esportivos que temos e é também uma grande pessoa", diz Milton Neves.
 
Entre 2005 e 2006, Casagrande também comandou o programa "Prorrogação", na Rádio Brasil 2000 FM, ao lado do vocalista Nasi (Ira!) e do repórter Eduardo Affonso. "Não gostava de falar de futebol no programa. Prefiria falar de música", brincava Casagrande, que nunca escondeu sua preferência pelo rock.
 
Casão nasceu no dia 15 de abril de 1963, em São Paulo (SP), e começou a carreira nas categorias juniores do Corinthians. Depois de ficar emprestado para a equipe Caldense (MG), Casagrande retornou ao Timão e ao lado de Sócrates, Zenon, Biro-Biro, Wladimir e companhia, viveu o melhor momento de sua carreira. A volta dele ao Corinthians foi com o pé direito. O centroavante aproveitou bem a chance dada por Mário Travaglini e marcou quatro gols contra o Guará (DF), na goleada alvinegra por 5 a 1, no Pacaembu.
 
A partir daquele dia Casagrande jamais deixou a posição de titular no ataque.
 
Em 82, além de ser campeão paulista pela primeira vez, Casagrande, então com 19 anos, foi o artilheiro do estadual com 28 gols. Um dos gols mais bonitos dele naquele estadual foi marcado contra o Taubaté, no Pacaembu. "Eu sempre tive muita curiosidade em ver aquele gol pela TV. Fiquei um bom tempo sem saber como tinha sido", fala, que mostrou muita habilidade, limpando adversários com dribles curtos e marcando sobre o goleiro Vitor.

Em 83, Casagrande voltou a brilhar e fez parte do time do movimento "Democracia Corintiana" bicampeão paulista. Mas naquele estadual, o artilheiro corintiano foi Sócrates, autor inclusive de gol na final contra o São Paulo, no Morumbi, no empate por 1 a 1.
 
Os problemas de relacionamento com Jorge Vieira, técnico, e as suspeitas de ser boemio, fizeram com que o Corinthians o empretasse (sem fixar o valor do passe) para o São Paulo, em 84. Como o Tricolor do Morumbi já tinha Careca, centroavante contratado ao Guarani, Casagrande atuou na meia-direita na equipe são-paulina.
 
Após boa passagem pelo Morumbi, Casão voltou para o Parque São Jorge, onde ficou até 87, ano que foi negociado com o Porto, de Portugal. Ele também fez sucesso na Itália jogando pelo Ascoli e pelo Torino. Retornou ao futebol brasileiro em 1993 para jogar no Flamengo e no ano seguinte, atendendo ao pedido da "Fiel Torcida" que gritou durante um jogo Corinthians e Flamengo, no Pacaembu, em 93, "Volta Casão, teu lugar é no Timão!!!", ele retornou ao Corinthians.
 
Antes de encerrar a carreira de jogador, Casagrande jogou no futebol baiano e no Paulista de Jundiaí (SP). Na Boa Terra, atuou pelo São Francisco do Conde, time de cidade baiana interiorana de mesmo nome.
Pela Seleção Brasileira, ele participou da Copa do Mundo de 1986, no México.
 
Casagrande e Mário Gomes foram colegas de profissão por alguns minutos. Assista a um trecho do capítulo da novela Vereda Tropical, em que Luquinha, personagem de Mário Gomes, centroavante do Corinthians, tabela com Casão, para marcar um gol contra o Vasco. Depois, Corinthians e Vasco jogaram de verdade. E, sem Luquinha, o Corinthians só empatou com o Vasco: 2 a 2 (gols de Casão e Serginho Chulapa para o Timão. Cláudio Adão fez os dois gols vascaínos):


Abaixo, alguns gols detalhados marcados por Casagrande:

12/12/82 - MORUMBI - CORINTHIANS 3 X 1 SÃO PAULO


O ponta-direita Ataliba faz grande jogada pela meia-esquerda, passa entre Marinho Perez e Éverton, que trombam, avança e toca para Casagrande bater com muita categoria sem chances para o goleiro Waldir Peres. Este foi o terceiro gol corintiano na partida. O Timão, dirigido por Mário Travaglini, conquistava o campeonato paulista de 82.
02/06/85 - LA PAZ - BOLÍVIA 0 X 2 BRASIL

Gol de Casagrande contra a Bolívia, nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 86. Renato Gaúcho faz ótima jogada pela ponta-direita, corta duas vezes o marcador e cruza para Casagrande marcar de cabeça.
24/10/93 - MARACANÃ - FLAMENGO 2 X 1 CRUZEIRO

Marcelinho Carioca cobra escanteio e Casagrande cabeceia no canto do ex-santista Sérgio, goleiro que também defendeu a Ponte Preta.
02/09/84 - MORUMBI - SÃO PAULO 4 X 1 SANTOS

Casagrande marcando gol com a camisa do São Paulo. O hábil ponta-esquerda Sidney ganha do lateral-direito Chiquinho, do quarto-zagueiro Toninho Carlos e cruza para Casão fazer de cabeça. O goleiro santista era Rodolfo Rodríguez.
 
No dia 29 de agosto de 2017, o UOL publicou uma matéria especial, na qual entrevistou Kátia Bagnarelli, viúva de Sócrates, ex-craque do Corinthians e Seleção Brasileira. E o portal Terceiro Tempo republicou essa matéria, assinada por Felipe Ferreira (do UOL, em São Paulo), que você pode conferir clicando aqui.

    Pelo Corinthians:

    Com a camisa corintiana, Casagrande fez 256 partidas (118 vitórias, 79 empates e 59 derrotas) e marcou 103 gols.
    Fonte: Almanaque do Timão, de Celso Unzelte.

    Pelo São Paulo:


    Pelo São Paulo, em 1984, o centroavante que atuou deslocado como meia, atuou 23 vezes (10 vitórias, 7 empates e 6 derrotas) e marcou 11 gols.
    Fonte: Almanaque do São Paulo, de Alexandre da Costa.

    Pelo Flamengo:


    Atuou em 29 jogos (12 vitórias, 8 empates e 9 derrotas) e marcou sete gols.
    Fonte: Almanaque do Flamengo, de Roberto Assaf e Clóvis Martins.

    Abaixo, alguns gols detalhados marcados por Casagrande:

    12/12/82 - MORUMBI - CORINTHIANS 3 X 1 SÃO PAULO

    O ponta-direita Ataliba faz grande jogada pela meia-esquerda, passa entre Marinho Perez e Éverton, que trombam, avança e toca para Casagrande bater com muita categoria sem chances para o goleiro Waldir Peres. Este foi o terceiro gol corintiano na partida. O Timão, dirigido por Mário Travaglini, conquistava o campeonato paulista de 82.

    02/06/85 - LA PAZ - BOLÍVIA 0 X 2 BRASIL

    Gol de Casagrande contra a Bolívia, nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 86. Renato Gaúcho faz ótima jogada pela ponta-direita, corta duas vezes o marcador e cruza para Casagrande marcar de cabeça.

    24/10/93 - MARACANÃ - FLAMENGO 2 X 1 CRUZEIRO

    Marcelinho Carioca cobra escanteio e Casagrande cabeceia no canto do ex-santista Sérgio, goleiro que também defendeu a Ponte Preta.

    02/09/84 - MORUMBI - SÃO PAULO 4 X 1 SANTOS

    Casagrande marcando gol com a camisa do São Paulo. O hábil ponta-esquerda Sidney ganha do lateral-direito Chiquinho, do quarto-zagueiro Toninho Carlos e cruza para Casão fazer de cabeça. O goleiro santista era Rodolfo Rodríguez.

    Selecione a letra para o filtro

    publicidade
    • Tabela

    • BRASILEIRÃO 2017

    • Classificação
      Pontos
    • 1 Cor
      72
    • 2 Pal
      63
    • 3 San
      63
    • 4 Grê
      62
    • 5 Cru
      57
    • Veja tabela completa

    ÚLTIMOS CRAQUES