Anapolina

Ex-ponta, carrasco do Flamengo

O ex-ponta-esquerda Elimar Cerqueira, conhecido como Anapolina, não entrou para a história pela exuberância de seu futebol. Mas uma noite em especial deixou seu nome imortalizado nos anais da bola.
No dia 19 de novembro de 1980, uma quarta-feira chuvosa, marcou o único gol da vitória do Serrano de Petrópolis sobre o Flamengo por 1 a 0 pelo Campeonato Carioca. O resultado decretou a eliminação do rubro-negro, que precisava ganhar para ainda seguir sonhando com a conquista do tetracampeonato regional. Ironicamente, depois daquele jogo Anapolina defendeu o Serrano apenas mais uma vez e encerrou a carreira.
Ele morreu na madrugada do dia 11 de março de 2013, em Matias Barbosa- MG, vítima de um ataque cardíaco. Anapolina tinha 53 anos.
Aos 27 anos, tornou-se garçom. Em seguida atuou como mecânico antes de abraçar a ocupação de motorista de caminhão que transportava leite das fazendas da região de Matias Barbosa (MG), onde nasceu, para usinas de beneficiamento.
Anapolina, curiosamente, era flamenguista e estava sempre contando sua história para os amigos. Detalhava a noite em que encerrou o sonho de um timaço que tinha, entre outros, Zico, Andrade e o goleiro Raul. E falava da carreira que começou em Juiz de Fora e teve passagens rápidas por Botafogo-RJ, Rio Verde, União de Rondonópolis (MT) e Anapolina.
Epopéia que virou tema de documentário realizado pelo então estudante e hoje jornalista Eduardo Monsanto, atualmente na ESPN Brasil. Intitulado "Projeto Experimental 1 x 0: A história de um gol", foi apresentado como trabalho de conclusão do curso de Comunicação Social da Universidade Federal de Juiz de Fora.
Por Marcelo Rozenberg

    ver mais notícias
    comments powered by Disqus

    Selecione a letra para o filtro

    publicidade
    • Tabela

    • BRASILEIRÃO 2016

    • Classificação
      Pontos
    • 1 Pal
      80
    • 2 San
      71
    • 3 Fla
      71
    • 4 Atl
      62
    • 5 Bot
      59
    • Veja tabela completa

    Últimos craques