publicidade
A equipe comandada por Vagner Mancini esteve muito perto de alcançar o resultado positivo. Foto: Marco Galvão/Estadão Conteúdo - retirada do UOL

A equipe comandada por Vagner Mancini esteve muito perto de alcançar o resultado positivo. Foto: Marco Galvão/Estadão Conteúdo - retirada do UOL

O Vitória tropeçou mais uma vez em casa no Campeonato Brasileiro. Neste domingo (29), o time baiano empatou em 1 a 1 com o Atlético-GO no Barradão e segue em situação complicada na luta contra o rebaixamento. Foi o sexto jogo consecutivo sem triunfo da equipe como mandante.

A equipe comandada por Vagner Mancini esteve muito perto de alcançar o resultado positivo. Após ver o Atlético-GO abrir o placar com Luiz Fernando, o Vitória empatou o jogo com José Welison e teve pênalti à favor, mas desperdiçado por Tréllez.

Com o resultado, o Vitória cai para a 18ª posição, com 34 pontos - um atrás da Ponte Preta, primeiro time fora da zona de rebaixamento. Já o Atlético-GO, com 27, permanece na lanterna da disputa.

Na próxima rodada, o Vitória vai ao Rio de Janeiro enfrentar o Vasco, no Maracanã. Já o Atlético-GO recebe o São Paulo no Serra Dourada.

Herói: Marcos

O goleiro Marcos foi o grande responsável por garantir o empate ao Atlético-GO. Com boa atuação ao longo da partida, o arqueiro defendeu pênalti que colocaria o Vitória em vantagem na partida. Além disso, foram pelo menos três grandes defesas em chutes de longa distância durante os 90 minutos.

Dragão abre o placar no início

"Assombrado" pela má campanha como mandante na competição, o Vitória se viu em apuros logo no começo do jogo. Aos 10 minutos, Walter recebeu pelo lado esquerdo do ataque e tocou para o meio da área. Luiz Fernando chegou em velocidade e bateu de primeira para colocar o Atlético-GO em vantagem.

Vitória insiste em chutes de longe

Em desvantagem no placar, o Vitória teve dificuldades para chegar ao gol do adversário durante a etapa inicial. As melhores chances da equipe saíram de chutes de fora da área. Na primeira tentativa, aos 26 minutos, Uillian Correia arriscou de longe e viu Marcos se esticar para espalmar para escanteio. Cinco minutos depois, Ramon também chutou de longa distância e viu o goleiro do Atlético-GO fazer mais uma boa intervenção.

Reclamação

Na saída para o intervalo, Uillian Correia culpou a arbitragem pelo resultado negativo. O volante reclamou da posição do atacante Walter na jogada que originou o gol do adversário. "Houve impedimento na jogada. O que custa implantar aqui no futebol brasileiro a tecnologia? O Walter estava um metro à frente. Ninguém fala nada", disse ao Premiere.

José Welison empata o placar

De tanto insistir nos chutes de longa distância, o Vitória chegou ao empate desta maneira. Aos 20 minutos do segundo tempo, José Welison bateu forte de fora da área e contou com desvio na marcação para superar o goleiro Marcos. 

Tréllez desperdiça pênalti

Pouco depois de chegar ao empate, o Vitória teve tudo para assumir a vantagem no placar. Kieza foi derrubado por Breno Lopes dentro da área o juiz marcou a penalidade. Tréllez foi para a cobrança, mas viu Marcos acertar o canto e espalmar.

Piores defesas

Vitória e Atlético-GO iniciaram a partida como as defesas mais vazadas do Brasileirão, ambos com 47 gols sofridos. Com o resultado, as duas equipes se mantém como as que mais sofreram gols na disputa, com 48.

Jejum como mandante

Com o empate neste domingo, o Vitória chegou ao sexto jogo consecutivo sem vencer como mandante na competição. O último triunfo do time baiano em casa aconteceu no dia 2 de agosto, diante da Ponte Preta. Ao todo, foram apenas duas vitórias em 16 partidas como mandante em toda o Campeonato Brasileiro. 

FICHA TÉCNICA
VITÓRIA 1 x 1 ATLÉTICO-GO
 
Local: Barradão, em Salvador (BA)
Data: 29 de outubro de 2017, domingo
Horário: 18h (de Brasília)
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (SP)
Assistentes: Danilo Ricardo Simon e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (ambos SP)
Cartões amarelos: Uillian Correia (VIT); William Alves, Jorginho e Walter (AGO)
Gols: Luiz Fernando (AGO), aos 10 minutos do 1º tempo, e José Welison (VIT), aos 20 minutos do 2º tempo
 
VITÓRIA: Caíque; Caíque Sá (Patric), Fred (José Welison), Wallace Reis e Juninho; Ramon, Uillian Correia, Yago e Neilton (Kieza); Tréllez e David
Técnico: Vagner Mancini
 
ATLÉTICO-GO: Marcos; Marcão Silva, Gilvan, William Alves e Bruno Pacheco (Breno Lopes); André Castro, Paulinho, Andrigo, Jorginho e Luiz Fernando; Walter (Diego Rosa)
Técnico: João Paulo Sanches

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2017

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Cor
    71
  • 2 Grê
    61
  • 3 Pal
    60
  • 4 San
    59
  • 5 Cru
    56
  • Veja tabela completa