publicidade
Sport e Chape fizeram jogo disputado em Recife. Foto: UOL

Sport e Chape fizeram jogo disputado em Recife. Foto: UOL

O Sport escapou por pouco de sofrer mais uma derrota no Campeonato Brasileiro. No entanto, com gol nos acréscimos do segundo tempo, o time pernambucano arrancou empate por 1 a 1 com a Chapecoense neste domingo (5), na Ilha do Retiro.

O resultado aumenta o jejum da equipe rubro-negra, que agora soma sete jogos seguidos sem vitória e aparece na 12ª colocação do torneio, com 20 pontos. Já os catarinenses seguem sem vencer como visitantes, mas deixam a zona da degola com o ponto conquistado - estão em 16º, com 18, um a mais que o Santos.

Chape e Sport voltam a campo no próximo domingo pelo Brasileirão. A equipe do técnico Gilson Kleina recebe o Corinthians na Arena Condá. Já a de Claudinei Oliveira também joga em casa, contra o novo líder São Paulo.

Sport com mudanças

Para tentar encerrar a má fase, o técnico Claudinei Oliveira mandou o time pernambucano a campo com quatro alterações. Raul Prata, Léo Ortiz, Michel Bastos (que teve lesão diagnosticada no último sábado e passará por exames) e Rafael Marques saíram para as entradas de Claudio Winck, Ernando, Andrigo e Carlos Henrique.

WP9 não perdoa

Com os dois times com dificuldade para criar, a Chapecoense conseguiu abrir o placar logo na primeira chance. Yann Rolim fez boa jogada pela esquerda e rolou para trás. Wellington Paulista, com um toque sutil, matou Magrão.

Empolgou

Depois de inaugurar o marcador, Wellington Paulista tentou fazer o famoso "gol que Pelé não fez". Mas errou o alvo por muito, como você pode conferir no vídeo acima.

Resposta pelo alto

O Sport tentou pressionar após levar o gol, mas só assustou efetivamente no fim do primeiro tempo, em cabeçadas de Fellipe Bastos e Ronaldo Alves que passaram muito perto da trave de Jandrei. Pouco para acalmar a torcida, que vaiou a equipe rubro-negra na saída para o intervalo, com direito a gritos de "time sem vergonha".

Claudinei muda e ouve gritos de "burro"

O técnico do Sport mexeu na equipe no intervalo, trocando o volante Deivid pelo atacante Rafael Marques. O melhor que a equipe fez, porém, foi um chute de primeira de Gabriel de fora da área que passou perto do gol de Jandrei. O treinador ainda tirou Marlone para a entrada de Neto Moura e em seguida substituiu Andrigo por Hygor. Neste momento, ouviu gritos de "burro" das arquibancadas.

Magrão evita o segundo

Não bastasse não criar perigo no ataque, a equipe rubro-negra por pouco não viu a Chapecoense ampliar. Mas Magrão apareceu bem, fazendo grandes defesas em chutes de Canteros e de Rafael Thyere.

Carlos Henrique salva

A tragédia parecia desenhada, mas nos acréscimos Carlos Henrique, de cabeça, completou cruzamento de Claudio Winck e evitou a derrota em casa. O Sport saiu vaiado pela torcida, mas poderia ter sido pior.

Ficha técnica

Sport 1 x 1 Chapecoense

Data: 05/08/2018
Local: Ilha do Retiro, em Recife (PE)
Hora: 19h (de Brasília)
Cartões amarelos: Sander (Sport). Bruno Pacheco (Chapecoense).
Cartões vermelhos: Nenhum

Gols: Wellington Paulista, aos 12 minutos do primeiro tempo. Carlos Henrique, aos 46 minutos do segundo tempo.

Sport: Magrão; Claudio Winck, Ronaldo Alves, Ernando e Sander; Deivid (Rafael Marques), Felillipe Bastos; Gabriel, Marlone (Neto Moura) e Andrigo (Hygor); Carlos Henrique. Técnico: Claudinei Oliveira.

Chapecoense: Jandrei; Eduardo, Douglas, Rafael Thyere e Bruno Pacheco; Amaral, Márcio Araújo, Elicarlos (Orzusa) e Yann Rolim (Canteros); Osman (Bruno Silva) e Wellington Paulista. Técnico: Gilson Kleina.

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2018

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Pal
    59
  • 2 Int
    56
  • 3 Fla
    55
  • 4 São
    52
  • 5 Grê
    51
  • Veja tabela completa