publicidade
As opções que o técnico Eduardo Baptista tem a disposição ajudam muito

As opções que o técnico Eduardo Baptista tem a disposição ajudam muito

Estamos completando dois meses de jogos oficiais no Brasil. Pouco tempo para análises definitivas. Impossível um treinador conseguir imprimir em forma de comportamento dos jogadores dentro de campo todas as suas ideias em apenas sessenta dias - por mais que neste período alguns grandes times já tenham trocado de comandante. Vasco da Gama e Ponte Preta são dois deles.

Neste mês de abril teremos as finais dos campeonatos estaduais, jogos já decisivos e difíceis pela Copa do Brasil e confrontos acirrados pela Libertadores e pela Sulamericana. E mesmo diante deste caos que é um jogo de futebol e do pouco tempo de atividade há um time que se mostra a frente dos demais. E esse time é o Palmeiras.

Insisto que nenhuma análise é definitiva e não serve como profecia auto-realizável. Porém podemos analisar atitudes, comportamentos técnicos e táticos e distinguir uma equipe da outra. E hoje o Palmeiras é o mais consistente do futebol brasileiro.

A quantidade e diversidade de opções que o técnico Eduardo Baptista tem a disposição ajudam muito. Ele pode optar, por exemplo, por um meio-decampo mais cadenciado com Guerra e Michel Bastos. Ou apostar na agressividade e velocidade de Róger Guedes e Keno. Mais a frente, ou a presença firme de Borja ou a mobilidade de Willian. Até mesmo os laterais possuem características bem diferentes: na direita, Jean é mais técnico e Fabiano mais agudo. Na esquerda, Zé Roberto mais cerebral e Egídio melhor passador. Essa pluralidade no elenco, faz com que Batista consiga manter duas ou três variáveis de jogo que se adaptam de acordo com o contexto e com o adversário.

E o perfil do elenco palmeirense é vencedor. O futebol não é só técnico, tático e físico. Ele é também emocional. E você formar um grupo com atletas que já tenham a palavra campeão estampada na teste ajuda muito. Ou você imagina que Fernando Prass, Edu Dracena, o próprio Zé Roberto, Dudu, Jean, Felipe Mello se deixariam intimidar por um período de pressão?!

Pode ser que o Verdão não vença nada neste ano Futebol é apaixonante porque é imprevisível. O resultado final é incontrolável. Mas você pode controlar o seu desempenho. E o Palmeiras que já era bom no ano passado, neste ano está ainda melhor.

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2017

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Cor
    71
  • 2 Grê
    61
  • 3 Pal
    60
  • 4 San
    59
  • 5 Cru
    56
  • Veja tabela completa