publicidade
Na próxima rodada, os dois times jogam fora de casa

Na próxima rodada, os dois times jogam fora de casa

Samir Carvalho
Do UOL, em Santos (SP)

O Santos venceu o Corinthians, de virada, por 2 a 1, neste domingo, na Vila Belmiro, em jogo válido pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Corinthians dominou o primeiro tempo, mas recuou e viu a equipe santista vencer a partida.

Com a vitória, o Santos encosta no G-4 e fica um ponto atrás do Corinthians. Agora a equipe santista soma 39 pontos na quinta colocação, enquanto o arquirrival continua na quarta posição, com 40.

Na próxima rodada, os dois times jogam fora de casa. O Santos visita o Botafogo, quarta-feira, às 19h30 (de Brasília), no estádio Luso Brasileiro. Já o Corinthians encara o Coritiba, no mesmo dia, às 21h45 (de Brasília), no estádio Couto Pereira. Os dois jogos válidos pela 25ª rodada do Brasileiro.

Pênalti polêmico e experiência garantem vitória do Santos
O Santos empatou com pênalti polêmico de Vilson em cima de Luiz Felipe. Na cobrança, Vitor Bueno fez o gol. No final da partida, Renato desviou de cabeça após cobrança de falta de Jean Mota e garantiu a vitória santista.

Campeão olímpico joga mal e é sacado no 2º tempo
O volante Thiago Maia, campeão olímpico com a seleção brasileira, teve atuação abaixo do esperado. O camisa 29 errou muitos passes, perdeu bolas no ataque e não marcou como de costume. Por conta disso, a revelação santista foi substituída no segundo tempo por Vecchio. O time melhorou.

Corinthians mata o Santos no 1º tempo, mas recua e perde o jogo
O Corinthians esperou o Santos no campo defesa e mostrou um rápido contra-ataque com bastante qualidade na troca de passes no primeiro tempo. Foram cinco chances de gol somente no primeiro tempo – duas com Rodriguinho, duas com Marlone e uma com Fágner. Em uma delas, Marlone recebeu um passe de calcanhar de Rodriguinho e chutou rasteiro no canto esquerdo de Vanderlei para abrir o placar. No segundo tempo, o Corinthians manteve a estratégia e quase ampliou o marcador logo no início em cabeçada de Lucca, que Vanderlei fez a defesa. No entanto, o time de Cristovão abusou da "retranca" e chamou o Santos para o seu campo de defesa. Com isso, a equipe santista empatou o jogo em cobrança de pênalti e virou com Renato, de cabeça.

Cristovão ousa e escala Corinthians que atropelou Sport
O técnico Cristovão manteve a formação ousada na segunda etapa do jogo contra o Sport na última quinta-feira. Na ocasião, após empatar o primeiro tempo por 0 a 0, o treinador sacou Cristian e colocou Gustavo no comando de ataque e viu sua equipe vencer por 3 a 0 no segundo tempo. O treinador iniciou o clássico com esta formação e encurralou o Santos, mesmo atuando em contra-ataques. Somente no primeiro tempo, foram sete jogadas criadas, cinco delas, foram chances claras de gol. Marlone abriu o marcador. No segundo tempo, o treinador voltou às origens e colocou Willians na vaga de Giovanni Augusto. Com isso, ele recuou o Corinthians.

Dorival triplica criação e vê Santos virar
Como o Santos tinha dificuldades para armar as jogadas, Dorival Júnior colocou Vecchio no lugar do volante Thiago Maia e viu sua equipe encurralar o Corinthians na segunda etapa. Com Vecchio, Vitor Bueno e Jean Mota, os atacantes Copete e Rodrigão foram mais acionados no segundo tempo.

Rodriguinho ataca de maestro e lidera o Corinthians na Vila
O meia Rodriguinho, que atuou mais recuado com a formação ousada de Cristovão, foi o responsável por organizar e criar as melhores oportunidades do Corinthians. Além de fazer a ligação entre a defesa e o ataque, o meia apareceu na área do Santos para finalizar e quase marcou em duas oportunidades. A atuação foi coroada com um passe de letra para Marlone marcar o gol do Corinthians. No entanto, o desempenho foi ofuscado com a vitória santista.

Mais um minuto de silêncio para ex-presidentes
Menos de duas semanas depois, o Santos volta a fazer "um minuto de silêncio" para homenagear um ex-presidente. Isso porque, após a morte de Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro, o Laor, morreu outro ex-presidente do Santos – Samir Jorge Abdul-Hak, que faleceu aos 75 anos por causa de leucemia, câncer que afeta o sangue. Samir Abdul-Hak presidiu o Santos entre 1994 e 1998 e conquistou os títulos do Torneio Rio-São Paulo (1997) e Copa Conmebol (1998)

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2017

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Cor
    47
  • 2 Grê
    39
  • 3 San
    36
  • 4 Pal
    33
  • 5 Spo
    29
  • Veja tabela completa