publicidade
Uma das primeiras oportunidades de mercado pode ser o atacante Gilberto

Uma das primeiras oportunidades de mercado pode ser o atacante Gilberto

Bruno Freitas
Do UOL, em São Paulo

Com baixas e indefinições envolvendo os atuais atacantes do elenco, o Santos deve priorizar o setor ofensivo na montagem do grupo para 2018. As eleições presidenciais do dia 9 de dezembro ainda devem atrasar um pouco esta operação, mas já nesta semana o clube pode se mexer no mercado.

Antes das eleições, jogadores vinculados a outras equipes precisam de uma aprovação especial do Conselho Deliberativo do Santos para fecharem contratos.

Uma das primeiras oportunidades de mercado pode ser o atacante Gilberto. O jogador de 28 anos tem contrato com o São Paulo até 31 de dezembro, mas não será aproveitado pelo clube no próximo ano.

Em contato com a reportagem do UOL, Sandro Zardo, agente de Gilberto, afirmou que existe o interesse, mas ainda não uma negociação em andamento. "Talvez voltemos a falar depois das eleições", manifestou o empresário.

Oliveira tem permanência improvável. Outros nomes saem

A permanência do veterano Ricardo Oliveira no elenco para 2018 parece improvável neste momento. Um dos agentes do jogador, Oldegard Filho, revelou que o clube paulista deve salários ao jogador, que tem contrato próximo do fim. O presidente Modesto Roma confirma atrasos nos direitos de imagem e alega que a dívida ocorre por conta de uma auditoria.

Em paralelo, o UOL apurou na última semana que o Cruzeiro iniciou conversas para contratar o atacante e promete enviar uma proposta oficial em breve.

Por sua vez, Kayke fez sua última partida com a camisa do Santos no último domingo, no empate em casa com o Avaí. O jogador cumpriu o contrato de empréstimo e retornará ao Yokohama Marinos, do Japão. Com contrato em encerramento, Thiago Ribeiro também deve se desligar do clube.

Vitor Bueno, Nilmar e Rodrigão: os reforços caseiros

Na reta final do Brasileiro o técnico Elano ofereceu chances de atuação para os garotos Rodrygo e Yuri Alberto, promessas das categorias de base do clube, ambos com 16 anos. Mas a dupla mostrou defasagem técnica e física jogando contra adultos e ainda deve passar por etapas até virar realidade entre os profissionais.

Com este cenário, os atacantes assegurados para a próxima temporada são Bruno Henrique, Copete, Vladimir Hernandez e Arthur Gomes. Em recuperação de cirurgia, Vitor Bueno só deve ter condições de jogo em março. Por sua vez, depois de uma passagem por empréstimo no Bahia, Rodrigão pode ganhar mais uma oportunidade na Vila Belmiro.

De quebra, o Santos ainda não conta com Nilmar como realidade. O experiente atacante ainda se recupera de um quadro de depressão, que o impediu de atuar no segundo semestre de 2017. No entanto, o ex-jogador da seleção pode ser uma surpresa para a temporada que vem por aí.

Eleições acontecem no próximo sábado

A temporada do Santos oficialmente acabou no domingo, mas 2017 ainda reserva outra data importante para os santistas, fora de campo. No sábado (9 de dezembro) o clube viverá a eleição presidencial, que definirá o mandatário para os próximos três anos. Modesto Roma Júnior tenta a reeleição contra três chapas de oposição, que têm como candidatos José Carlos Peres, Andrés Rueda e Nabil Khaznadar.

A partir do resultado, no próximo final de semana, o clube deve acelerar o trabalho de planejamento do futebol profissional para 2018, quando disputa mais uma vez a Copa Libertadores.

Foto: Marcello Zambrana/AGIF (Retirada do Portal UOL)

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2017

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Cor
    72
  • 2 Pal
    63
  • 3 San
    63
  • 4 Grê
    62
  • 5 Cru
    57
  • Veja tabela completa