publicidade
Oswaldo de Oliveira se irrita e parte para cima de repórter após classificação do Atlético-MG na Copa do Brasil

Oswaldo de Oliveira se irrita e parte para cima de repórter após classificação do Atlético-MG na Copa do Brasil

Do UOL, em Belo Horizonte

Desde a coletiva do técnico Oswaldo de Oliveira, após o empate entre Atlético-AC e Atlético-MG, em 1 a 1, na Arena da Floresta, que classificou o time mineiro para a segunda fase da Copa do Brasil, nada se fala do fraco futebol apresentado pelo Galo. Tudo por causa da reação do treinador alvinegro ao ser questionado pelo repórter Léo Gomide, da Rádio Inconfidência, sobre a estratégia de jogo adotada na noite dessa quarta-feira.

Após o treinador soltar uma nota oficial e participar de alguns programas de televisão, via telefone, foi a vez de o radialista ter seu espaço. Léo Gomide falou primeiro na Espn Brasil, que no momento também estava ao vivo com o comandante atleticano. Durante sua fala, o jornalista deixou claro que em nenhum momento xingou Oswaldo de Oliveira, como alega o treinador atleticano desde o incidente.

"Em nenhum momento pude terminar o raciocínio com a alegação de que eu não podia fazer uma análise. Não pude fazer, fui interrompido em vários momentos, e quando percebi que seria um caminho sem volta, não adiantava mudar, disse que estava fazendo o meu trabalho. Repeti mais de três vezes, e fui interpelado dizendo que eu não deveria fazer análise. Falei muito obrigado e virei as costas para o tripé em que estava meu celular, quando abruptamente fui interpelado pelo treinador que alega ter sido xingado. Não sei porque, não sei como, mas alega. Tinha funcionário do clube que ao que parece não ouviu. No direito existe algo chamado prova negativa, quando você pretende provar algo que provam contra você. Mas na verdade não existe uma prova. Tentei fazer um questionamento, não foi possível. Tentei fazer outra abordagem, não foi possível, e quando estava desligando meu equipamento aconteceu o que as imagens mostram. Nota oficial diz que foi um xingamento a nível de arquibancada, mas a gente que trabalha na comunicação sabe que trata muito pior", disse Léo Gomide, que lembrou das relações com os técnicos com quais conviveu, desde que passou a cobrir diariamente o Galo.

"Sou setorista do Atlético desde 2011. O primeiro treinador foi o Dorival, depois chegou o Cuca, depois chegou Autuori, depois Levir Culpi, depois Aguirre, Marcelo Oliveira, Roger Machado, Rogério Micale e o Oswaldo. Desafio qualquer treinador dos que eu citei que tenham ouvido qualquer palavra de baixo calão que em qualquer momento, seja dentro do CT, em entrevista. Ou qualquer outro profissional. Uma pergunta mais ríspida, pertinente, que talvez seja para instigar um pouco, eu confesso que muitas vezes procuro fazer. Mas acredito que estou no meu papel. Não é o caso dessa última quarta-feira, assim como reconheço que em alguns momentos já errei. Mas não nesse caso".

Ainda durante a entrevista para a Espn Brasil, as duas partes deixaram claro que o momento é de colocar um ponto final na história. Primeiro foi Oswaldo de Oliveira. "Vamos encerrar esse assunto, por favor. Já está se arrastando demais. Não é do meu feitio. Ele tem a opinião dele, eu tenho a minha. Não tomaria essa atitude deliberadamente sem ter o motivo forte que aleguei a vocês. Por mim, encerro por aqui e agradeço a vocês, por favor", que foi acompanhado por Léo Gomide.

"Estou absolutamente tranquilo, de consciência tranquila. Para mim, a viagem também é desafiante. Existe hoje, pela força que tem os canais o ESPN, a responsabilidade que existe nos meios de comunicação. Desafio quem tenha ouvido uma palavra de baixo calão e que possa ter uma força cabal de que eu posso ter ofendido alguém. Agradeço a abertura do espaço. Assunto toma proporções muito grandes principalmente por causa das redes sociais. Tenho um trabalho respeitado e que tem muita credibilidade nas redes sociais. Não à toa, já participei muito com vocês e acredito que se eu fosse uma pessoa que procura intimidar as pessoas, não teria tantas oportunidades profissionais quanto tenho".

Foto: Reprodução/SporTV

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2017

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Cor
    72
  • 2 Pal
    63
  • 3 San
    63
  • 4 Grê
    62
  • 5 Cru
    57
  • Veja tabela completa