publicidade
Já o Bahia, que estreou o treinador Charles Fabian, é o penúltimo com 31 pontos

Já o Bahia, que estreou o treinador Charles Fabian, é o penúltimo com 31 pontos

Do UOL, em São Paulo

Renato Augusto não havia marcado no Campeonato Brasileiro, mas apareceu em momento fundamental. Neste domingo, na Arena Fonte Nova, o meia assegurou a vitória de 2 a 1 para o Corinthians diante do Bahia.

Graças ao gol marcado com bela finalização de cabeça de Renato, o Corinthians se mantém na zona de classificação à Copa Libertadores por pontos perdidos, agora com 60 pontos, em quinto lugar. Tem um jogo a menos que o Internacional, quarto colocado. Já o Bahia, que estreou o treinador Charles Fabian, é o penúltimo com 31 pontos.

Melhor durante quase todo o tempo em Salvador, o Corinthians abriu o marcador e controlava o jogo com o placar mínimo até sofrer o empate com gol de Kieza. Com bom cruzamento de Danilo, coube a Renato Augusto tirar seu jejum em grande estilo na Série A.

Chave do jogo: O Corinthians foi melhor durante boa parte do duelo, mas só venceu graças à perfeição da cabeçada de Renato Augusto em momento crucial.

Fases do jogo: Mesmo fora de casa e contra um rival que encheu seu estádio, foi o Corinthians quem tomou a iniciativa nos primeiros minutos. Com bom toque de bola pelo lado direito do ataque, conseguiu envolver o Bahia até abrir o marcador aos 24min. Curiosamente, porém, a primeira chance de gol clara havia sido do time mandante. Kieza marcou impedido, mas a arbitragem invalidou.

À vontade no jogo, o Corinthians então faria o primeiro gol em lance com brilho de dois nomes. Cássio cobrou tiro de meta de aproximadamente 60 metros e ligou um contra-ataque perfeito para o jovem Malcom. Em velocidade, ele saiu diante de Marcelo Lomba e finalizou com pé esquerdo para marcar.

Em desvantagem, o Bahia cedeu ainda mais espaços para os contra-ataques, e o Corinthians desperdiçou a oportunidade de ampliar em alguns momentos. O time da casa, com nove escanteios na primeira etapa, chegou a pressionar. O melhor lance veio no abafa: Kieza rolou para Bruno Paulista soltar uma bomba e obrigar grande defesa de Cássio.

Na etapa seguinte, o Corinthians voltou a controlar as ações, mas não conseguiu de fato ameaçar Marcelo Lomba. O treinador Charles Fabian, então, mandou o Bahia para a frente e se deu bem. Com as entradas de Rômulo, William Barbio e Henrique, o time da casa cresceu e empatou. Barbio passou da direita, Kieza se antecipou a Felipe e bateu de pé direito.

Mano Menezes, então, também fez substituições, e foi um jogador que contribuiu para a vitória em Salvador. Danilo, no contragolpe, cruzou na cabeça de Renato Augusto. A finalização do meia, de rara felicidade, assegurou os três pontos aos 38min.

O melhor: Cássio. Sofreu um susto no início do jogo, com gol anulado pelo Bahia, mas deu assistência bonita para gol de Malcom e fez defesas importantes. No fim, acabou vazado por Kieza.

O pior: Fahel. Com dificuldades na marcação, ainda se desentendeu com Petros em lance de escanteio e recebeu amarelo por soco no corintiano.

Toque dos técnicos: Aposta quase pessoal de Mano Menezes, Malcom justificou a confiança com bonito gol no primeiro tempo. Charles Fabian, por sua vez, se deu com substituições. Depois de tentar um time com quatro laterais de ofício, ele fez três trocas que fizeram o Bahia melhorar na Fonte Nova.

Para lembrar: Paolo Guerrero não atuou pela nona ocasião do Campeonato Brasileiro. A serviço do Peru em amistoso contra o Paraguai, ele não obteve liberação para defender o Corinthians. Lodeiro e Ángel Romero também foram desfalques em função da Data Fifa.

O Bahia não vence em seus domínios pela Série A desde 28 de setembro, quando bateu o Flamengo com dois gols de Emanuel Biancuchi.

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2017

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Cor
    47
  • 2 Grê
    39
  • 3 San
    36
  • 4 Pal
    33
  • 5 Spo
    29
  • Veja tabela completa