publicidade
Centurión tem contrato com o São Paulo até janeiro de 2019

Centurión tem contrato com o São Paulo até janeiro de 2019

Bruno Grossi

Do UOL, em São Paulo (SP)

Enquanto luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro, o São Paulo vê nos bastidores uma batalha se armar pela contratação de Ricardo Centurión. O Boca Juniors, que contou com o meia-atacante por empréstimo nos últimos 12 meses, tenta barganhar para diminuir o investimento em uma eventual compra, mas já vê a postura causar efeitos negativos. Aumento na concorrência e diminuição da paciência do Tricolor.

O mais novo rival do Boca nas tratativas é um velho conhecido: o Racing. O presidente Victor Blanco confirmou à imprensa argentina o desejo de ter Centurión de volta ao clube que o revelou em 2012. Como já possui 30% dos direitos econômicos, o time de Avellaneda apresentou a possibilidade de ter mais 20%, tomando como base o valor de mercado do do atleta, estimado em 6 milhões de dólares (R$ 19 milhões).

Ou seja, seriam quase R$ 4 milhões para o São Paulo ceder 20% dos 70% que detém, além dos direitos federativos. Os paulistas ficariam com 50% e poderiam faturar em uma venda futura para tentar compensar os R$ 13 milhões investidos em 2015. O formato está bem longe do considerado ideal pelo Tricolor, mas o valor usado para o cálculo do Racing serve para mostrar ao Boca que há quem veja Centurión valorizado no mercado.

Na semana passada, os são-paulinos esperavam que o Boca cumprisse uma proposta que havia sido sinalizada pelo presidente Daniel Angelici, avaliada em 3,6 milhões de euros (R$ 13,1 milhões) pelos 70% dos direitos, além de poder ganhar 10% de uma venda futura. Quando os argentinos, de fato, oficializaram a oferta, os valores foram bem mais baixos do que o prometido, o que gerou incômodo no Tricolor e os representantes de Centurión.

Acredita-se que o Boca tem tentado desvalorizar o atleta para conseguir pagar menos. A estratégia passa pelo pedido de um novo empréstimo e por vazamento de dúvidas sobre os riscos do investimento devido à personalidade de Centurión. O meia já disse ter o desejo de retornar ao Boca, agradeceu ao São Paulo pela "oportunidade da vida", mas não está fechado a outros destinos.

Pelo menos outros três clubes já fizeram consultas ao jogador. Um deles foi o Fenerbahçe, que tem problemas com o fair play financeiro devido aos gastos da última temporada e ainda não entrou forte na disputa. A aposta é que o Boca ficará pressionado, tanto pela torcida quanto pelo técnico Guillermo Schelotto, pela chance de perder o camisa 10 e destaque da conquista do último Campeonato Argentino.

Centurión, que tem contrato com o São Paulo até janeiro de 2019, está de férias e espera a definição de seu futuro antes de saber se precisará voltar a treinar no CT da Barra Funda.

Foto: Reprodução/Facebook/SPFC

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2017

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Cor
    71
  • 2 Grê
    61
  • 3 Pal
    60
  • 4 San
    59
  • 5 Cru
    56
  • Veja tabela completa