Jefferson apostou na paixão pelo café e abriu uma cafeteria no interior de São Paulo

Jefferson apostou na paixão pelo café e abriu uma cafeteria no interior de São Paulo

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

O período na seleção brasileira foi importante para expandir os horizontes de Jefferson. Em convivência diária com vários astros do futebol mundial, o goleiro do Botafogo observou os costumes e gostos dos colegas e transformou isso em negócio. Hoje dono de uma cafeteria cinco estrelas em São José do Rio Preto, ele se inspirou no paladar dos ex-companheiros para montar o cardápio do novo investimento. Quer almoçar de acordo com as preferências do Kaká? Sem problemas.

"A loja é grande, uma coisa bem diferenciada. Juntei muito da experiencia que tive no exterior. Temos um cardápio que se chama "almoço das estrelas". São pratos montados através dos gostos de companheiros de seleção, como Daniel Alves e Kaká. Quando estávamos juntos via o que eles gostavam de comer no café da manhã, almoço, lanche e fui criando os pratos. São onze pratos montados dessa maneira", explicou o goleiro do Botafogo.

O conceito da loja foi criado por meio das experiências de Jefferson ao redor do mundo. Viciado em café, ele visitou vários empreendimentos em países diferentes e foi roubando ideias quando gostava. Curiosamente, a nova ocupação veio justamente no momento mais complicado da carreira de Jefferson. A necessidade de duas cirurgias para resolver a rara lesão no braço esquerdo o tirou por nove meses dos gramados. E foi o empreendimento que evitou que o período fosse ainda mais doloroso.

"Tenho certeza que foi a cafeteria que me ocupou nesse período de lesão. Se não fosse isso seria muito mais difícil suportar. Tive de resolver um monte de coisas como cardápio, funcionários, experimentar muitas coisas também, para saber se estava bom ou não [risos]. Me motivou demais. Carreira de jogador é curta, mas depois precisa fazer algo que gosta. E eu gosto muito de lidar com o público, de servir, agradar as pessoas. Nada melhor que abrir uma cafeteria na minha cidade. Está indo muito bem e crescendo bastante. A ideia é até ampliar e abrir uma franquia", disse Jefferson ao UOL Esporte.

A "Beato Cafeteria" foi inaugurada em São José do Rio Preto, interior de São Paulo. São mais de 20 funcionários, número que pode aumentar dependendo de como for feita a expansão do negócio. "Tem uma pressão grande para abrir uma franquia aqui no Rio de Janeiro, mas tudo depende das pessoas que a gente conhece na vida. Lá na minha cidade minha família toma conta com amigos que conhecemos há anos. Aqui ainda precisa pensar direitinho. Por enquanto só por lá mesmo", explicou.

O goleiro ainda não tem muito claro o que fará após se aposentar dos gramados, mas já sabe por onde começar. Inicialmente entrará de cabeça no novo empreendimento até decidir se fará algo relacionado ao futebol ou se seguirá a vida longe do esporte.

"Ainda não sei se quando aposentar vou largar o futebol. Vou precisar de um tempo fazendo outra coisa para me decidir. E certamente ficarei na cafeteria nesse período. Depois posso até voltar ao futebol, mas não é algo que já tenho definido ainda", finalizou Jefferson.

Foto: Aqruivo pessoal

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações
comments powered by Disqus

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2017

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    3
  • 2 Pal
    3
  • 3 Pon
    3
  • 4 Cor
    3
  • 5 Grê
    3
  • Veja tabela completa