publicidade
Na visão do tribunal, Modesto infringiu a imagem e a credibilidade do torneio ao fazer uma acusação sem provas

Na visão do tribunal, Modesto infringiu a imagem e a credibilidade do torneio ao fazer uma acusação sem provas

O STJD anunciou nesta sexta-feira (11) que o presidente do Santos, Modesto Roma Junior, teve sua suspensão de 120 dias reduzida para 15 dias, em caráter liminar. O restante da pena só será cumprido caso o Pleno do STJD confirme a punição ao dirigente santista.

Além da punição de 120 dias, a multa de R$ 100 mil também fio suspensa enquanto o caso não for julgado no Pleno. Até que o julgamento aconteça, Modesto poderá exercer a função de presidente do Santos após os 15 dias de suspensão.

Modesto havia sido denunciado nos artigos 1, 191 e 258 do CBDJ (Código Brasileiro de Justiça Desportiva) após celeuma em partida válida pela Copa do Brasil deste ano. Na ocasião, acusou Eric Faria, repórter da TV Globo, de ter incitado os profissionais de arbitragem a anular a marcação de um pênalti favorável ao Santos.

Na visão do tribunal, Modesto infringiu a imagem e a credibilidade do torneio ao fazer uma acusação sem provas. O árbitro Leandro Vuaden chegou a anotar a penalidade no lance em questão, mas mudou de ideia posteriormente. Segundo o presidente do Santos, isso teria acontecido por influência direta de Eric Faria, amparado por imagem da TV – a ação de um elemento externo ao campo de jogo é proibida pela Fifa.

 

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2017

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Cor
    47
  • 2 Grê
    39
  • 3 San
    36
  • 4 Pal
    33
  • 5 Spo
    29
  • Veja tabela completa