publicidade
Jogadores da Chape comemoram gol de Reinaldo

Jogadores da Chape comemoram gol de Reinaldo

Após quatro meses da tragédia, o novo elenco da Chapecoense está cada vez mais entrosado e sólido. De acordo com Luiz Antônio, a força para a reconstrução vem da presença dos sobreviventes no dia-a-dia do clube.

"A luta e disposição, vontade de estar dentro, isso motiva a gente. Estamos cada vez mais unidos. O emocional pesa. Não tem como olhar para eles e não lembrar. O mínimo que temos que fazer é demonstrar disposição, a mesma raça que o outro time, que infelizmente se foi, tinha. A presença deles faz a gente ter mais motivação para lutar pela Chapecoense", disse o volante em entrevista à ESPN.

Na última terça-feira (4), o Verdão do Oeste jogou a Recopa Sul-Americana, contra o Atlético Nacional (Colômbia) na Arena Condá e venceu por 2 a 1, pelo jogo de ida. Antes do apito inicial, Jackson Follmann, Alan Ruschel, Neto e Rafael Henzel, sobreviventes do acidente aéreo na Colômbia, discursaram palavras de agradecimento por todo o carinho que receberam desde o trágico fato

Em campo, os reforços de 2017 não decepcionaram, oferecendo a experiência adquirida em outros clubes. "Temos que acelerar pelos campeonatos, pelo ano da Chapecoense, pela importância dos campeonatos. Vamos falando no dia-a-dia. A gente queria ter um processo normal como os outros clubes, estamos procurando nos entrosar o mais rápido possível", falou Luiz Antônio.

Foto: Diego Padgurschi /Folhapress

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2017

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Cor
    47
  • 2 Grê
    40
  • 3 San
    37
  • 4 Pal
    33
  • 5 Fla
    32
  • Veja tabela completa