publicidade
Roger Machado estréia no Estadual comandando o Verdão

Roger Machado estréia no Estadual comandando o Verdão

Embora não exista, há algum tempo, o glamour das competições disputadas nas décadas de 70/80, mas o Paulistão, o nosso campeonato estadual, até hoje, é o mais forte e competitivo do país.

A bola estará rolando por São Paulo a partir de quarta (17), movimentando capital e interior, que já foi chamado “celeiro” de craques e tanto “medo” colocava nos grandões do Estado.

Antes do início do campeonato já podemos ouvir nas rodinhas de amigos, em bares, no trabalho e filas de banco, os questionamentos sobre qual dos quatro grandes vencerá a competição.

Nos últimos anos, os “pequenos” tem sido meros coadjuvantes, tendo o Ituano vencido a competição em 2014 (em cima do Santos).

Por sinal, o Peixe é o chamado “Bicho Papão” do Paulistão, tendo conquistado nas últimas 10 edições, 5 títulos, ficando o Corínthians com 3 e o Palmeiras 1.

Verdão e São Paulo estão devendo no Paulistão, e precisam dar uma resposta positiva aos seus torcedores que certamente estão insatisfeitos com o desempenho das suas equipes.

No ano passado, me lembro bem, fiz uma projeção entre os treinadores, e Fábio Carille, pela sua inexperiência, ganhou um quarto lugar, e da maioria da imprensa uma enorme desconfiança quanto ao seu desempenho.

Não preciso falar o que aconteceu, não é? A “zebra” sobrou, e o rótulo, desconfiança, foi substituído bem rapidamente.
Pelo maior poder aquisitivo, creio, o Palmeiras, que ficou devendo no ano passado, poderá ser apontado como o principal favorito.

Roger Machado, ex-Grêmio, Atlético/MG, foi contratado para dar um novo padrão de jogo ao time. Com ele vieram, Marcos Rocha, Weverton, Diogo Barbosa e Lucas Lima, como os principais reforços.

O São Paulo, a exemplo do Corínthians, manteve o treinador. Dorival Júnior, o “Salvador da Pátria” do rebaixamento, ganhou força, e terá tranquilidade para aprimorar o time.

Jean, goleiro do Bahia, para tentar corrigir a deficiência no setor, o zagueiro Anderson Martins, que estava no Vasco, e o meia Diego Souza são os caras novas. A se lamentar as saídas de Hernanes e Lucas Pratto.

O campeão Corínthians, perdeu Jô, e tenta encontrar um substituto a altura. Juninho Capixaba, lateral esquerdo, ex-Bahia, talvez seja o único reforço considerado titular.

Deixei o Santos por último, porque neste momento pode ser considerado a 4ª força entre os grandes. Perdeu jogadores importantes, e teve mudanças, na Presidência, José Carlos Peres ganhou as Eleições, e no comando técnico, Jair Ventura, ex-Botafogo, será o novo treinador.

Foto: torcedores.com

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2017

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Cor
    72
  • 2 Pal
    63
  • 3 San
    63
  • 4 Grê
    62
  • 5 Cru
    57
  • Veja tabela completa