publicidade
Em seguida, ele disse que gostou da escolha de Dunga

Em seguida, ele disse que gostou da escolha de Dunga

Carlos Alberto Parreira talvez tenha feito o seu último trabalho no futebol como coordenador da seleção brasileira na Copa do Mundo. Ele confessou que não se vê mais envolvido em um trabalho do tipo e indicou que estaria mesmo se aposentando do mundo da bola, apesar de continuar com sua "empresa de importação e exportação". Além disso, ele rebateu as críticas de Dunga, o novo técnico do Brasil, que não gostou de Neymar ter usado um boné pessoal durante uma coletiva de imprensa da canarinho.

"Tenho uma empresa de importação e exportação e encerrei minha carreira de treinador na África do Sul. Não quero ser gestor de clube. Não é a minha área. Não quero perder meu sábado e domingo. Aceitei a seleção porque era somente por um ano e meio e sentia uma grande motivação por disputar uma Copa do Mundo em casa. Fico feliz por ter participado", explicou em entrevista ao Extra.

Em seguida, ele disse que gostou da escolha de Dunga como novo técnico, mas rebateu as críticas de que Neymar não deveria ter usado um boné com propaganda própria durante uma coletiva da seleção brasileira: "O combinado não sai caro, poderíamos ter combinado algo em relação a bonés e cortes de cabelo, mas a situação é mais complexa. Neymar realmente usou um boné, e eu nem sabia o que estava escrito ali. Mas, se ele tirasse o boné, o Brasil teria sido campeão do mundo?", perguntou.

Foto: UOL

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2017

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Cor
    58
  • 2 Grê
    49
  • 3 San
    49
  • 4 Pal
    47
  • 5 Cru
    47
  • Veja tabela completa