publicidade
Interlagos recebeu um grande público naquele 11 de fevereiro de 1973

Interlagos recebeu um grande público naquele 11 de fevereiro de 1973

Foi de Emerson Fittipaldi a vitória no primeiro GP Brasil válido pelo Mundial de Fórmula 1, há exatos 45 anos, isso porque no ano anterior, em 1972, o mesmo autódromo de Interlagos recebeu a categoria para uma prova teste, sem contar pontos para o campeonato.

Naquele 11 de fevereiro de 1973, com um grande público no autódromo paulistano, Emerson largou na segunda colocação, com sua Lotus-Ford, ao lado do pole Ronnie Peterson, seu companheiro de equipe. Esta, aliás, foi a primeira pole do sueco, que morreu cinco anos depois, em decorrência de um acidente na largada do GP da Itália, em Monza, em 1978.

Emerson vinha de uma vitória na etapa anterior, na Argentina, primeira do campeonato daquele ano, e carregava o número 1 em sua Lotus preta e dourada pelo título conquistado em 1972.

Mesmo superado por Peterson na classificação, o brasileiro assumiu a ponta na largada, seguido por José Carlos Pace (Surtees-Ford), que havia partido do sexto lugar. Peterson, por sua vez, caiu para a sexta colocação e permaneceu na pista por apenas seis voltas, quando uma roda de sua Lotus soltou-se e ele abandonou a prova.

Pace, que venceria o GP Brasil em 1975, seu único triunfo na F1, também não teve sorte e deixou a competição na nona volta, com um problema de suspensão.

O escocês Jackie Stewart (Tyrrell-Ford), grande rival de Fittipaldi, terminou em segundo lugar, e o neozelandês Denny Hulme (McLaren-Ford) completou o pódio, em terceiro.

Os dois carros da Ferrari vieram na sequência, com o italiano Arturo Merzario e o belga Jack Ickx, em quarto e quinto lugares, respectivamente O suíço Clay Regazzoni, então piloto da B.R.M,, fechou a lista dos seis primeiros.

Além de Emerson, outros dois brasileiros participaram da prova. Luiz Pereira Bueno, o Luizinho, correu com um Surtees-Ford alugado e conseguiu receber a bandeira quadriculada na 12ª colocação. No ano anterior ele também havia alugado um carro para o GP Brasil extra-campeonato, no caso um March. Wilson Fittipaldi Júnior, o Wilsinho, abandonou na quinta volta, com problema no motor de sua Brabham-Ford, após ter largado em quinto.

Se o campeonato começou favorável a Emerson, com duas vitórias consecutivas, a regularidade de Jackie Stewart acabou sendo decisiva para o "Escocês Voador" levantar o título daquele ano (terceiro e último de sua carreira).

Emerson ainda venceu mais uma prova em 1973, o GP da Espanha, em Montjuíc, mas não concluíu quatro das 15 provas da temporada, terminando como vice-campeão.

Os pilotos brasileiros somam nove vitórias no GP Brasil, duas de Emerson (1973 e 1974), uma de José Carlos Pace (1975), duas de Nelson Piquet (1983 e 1986), duas de Ayrton Senna (1991 e 1993) e duas de Felipe Massa (2006 e 2008). Exceção feita às vitórias de Piquet, ambas em Jacarepaguá-RJ, as outras aconteceram em território paulistano, em Interlagos.

Abaixo, imagens do final da prova no circuito de Interlagos em sua configuração original, com quase oito quilômetros de extensão.

CLIQUE AQUI E INSCREVA-SE NO CANAL BELLA MACCHINA DO YOUTUBE

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A HOME DE AUTOMOBILISMO DO PORTAL TERCEIRO TEMPO

COLUNAS: CLIQUE AQUI E ACESSE OS TEXTOS DE MARCOS JÚNIOR MICHELETTI NO PORTAL TERCEIRO TEMPO

 

 



Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2018

  • Classificação
    Pontos
  • 1 São
    50
  • 2 Int
    49
  • 3 Pal
    47
  • 4 Fla
    45
  • 5 Grê
    44
  • Veja tabela completa