publicidade
É a primeira vez que o time da região metropolitana ergue a taça estadual, rompendo uma série de seis títulos do Internacional

É a primeira vez que o time da região metropolitana ergue a taça estadual, rompendo uma série de seis títulos do Internacional

Marinho Saldanha
Do UOL, em Caxias do Sul (RS)

O Novo Hamburgo é campeão gaúcho. Neste domingo (07), o time anilado bateu o Internacional nos pênaltis por 3 a 1 após empate em 1 a 1 no tempo normal. É a primeira vez que o time da região metropolitana ergue a taça estadual, rompendo uma série de seis títulos do Internacional.

O Novo Hamburgo tinha sido vice-campeão cinco vezes. Agora, fez melhor campanha, bateu o Grêmio na semifinal e o Internacional na decisão. Com um rendimento irretocável, o ´Leicester Gaúcho´ teve aproveitamento de 65% durante todo o torneio, perdeu apenas duas partidas, teve melhor ataque, terceira melhor defesa e justificou batendo os gigantes do Estado na final. Desde o ano 2000 que um time do interior não conquistava o Gauchão.

O Inter errou os três primeiros pênaltis. D´Alessandro, Nico López e Cuesta. E mesmo com um erro do Novo Hamburgo, de Léo, o time da região metropolitana venceu.

O Nóia saiu na frente. Justificando todo bom futebol apresentado durante o campeonato, o time de melhor campanha contou com falha de Ernando, que marcou contra no primeiro tempo. E ainda na primeira etapa, mandou no jogo. Mas a partir da saída de Ernando o Inter cresceu. Na etapa final empatou logo aos 3 minutos com Rodrigo Dourado e criou uma série de chances. Poderia ter virado, mas não conseguiu.

Rodrigo Dourado é dono do meio-campo

Rodrigo Dourado foi o destaque absoluto da final.O primeiro volante do Internacional comandou as ações do meio-campo. Toda bola que passou perto dele, conseguiu vitória pessoal e ainda marcou um gol. 

Carlos entra e perde chances

Carlos entrou no segundo tempo e de cara perdeu uma série de chances de gol. Em uma, dominou dentro da área e chutou forte por cima. 

Ernando: Chance de redenção é desperdiçada em um lance

Ernando ganhou, neste domingo, a chance de se recuperar. A redenção poderia ser pela lateral esquerda, onde, segundo Antonio Carlos, ele teve boas atuações em 2015. Mas não foi desta vez. Além de contribuir praticamente nada na armação ou na defesa, aos 21 minutos o defensor fez o pior. Tentou cortar um cruzamento e marcou gol contra. Foi substituído aos fim do primeiro tempo. 

Inter pede pênalti e Antonio Carlos Zago leva bronca

 

Depois de ser pressionado nos primeiros instantes de jogo, o Inter igualou forças aos 5 minutos. Passou a tentar alçar bolas na área procurando Brenner, artilheiro da equipe no Gauchão. E aos 6 minutos, um destes cruzamentos gerou muita reclamação. Brenner protestou ter sido seguro por João Paulo. Leandro Vuaden não marcou, e de fora Antonio Carlos Zago protestou muito. Gesticulou com as mãos, atirou um copo d´água no gramado e acabou tendo atenção chamada pelo árbitro da partida.

Novo Hamburgo domina, Inter fica amarrado

O estilo é conhecido, mas foi sem mudar nada que o Novo Hamburgo dominou o jogo. Fechado na defesa, procurando o erro do adversário, o time Anilado não fez nada diferente daquilo ao que se propôs durante todo torneio. E assim, prendeu o Inter. Sem conseguir construir nenhuma jogada efetiva, o time da capitão gaúcha sequer concluiu em gol na etapa inicial. Protestou um pênalti, mas nada fez além disso e ainda estava atrás no placar.

Inter empate em 3 minutos e põe fogo no jogo

Bastou três minutos de segundo tempo para o Internacional empatar o jogo. Em um lance confuso, com queda na área e novo protesto de pênalti, Rodrigo Dourado aparou o rebote e bateu com raiva. A bola ainda acertou o goleiro Matheus mas parrou nas redes do Novo Hamburgo. Empate do Inter e o jogo ganhando muito em emoção. O Colorado criou muitas chances até o fim do jogo, empilhou oportunidades perdidas, mas não conseguiu marcar, levando a decisão para os pênaltis. 

FICHA TÉCNICA
NOVO HAMBURGO (3) 1 X 1 (1) INTERNACIONAL


Data: 07/05/2017 (Domingo)
Local: Estádio Centenário, em Caxias do Sul (RS)
Árbitro: Leandro Vuaden
Auxiliares: Rafael da Silva Alves e Elio Nepumoceno
Cartões amarelos: D´Alessandro (INT); Julio Santos (NH), Pablo (NH); 
Gols: Ernando, do Inter, contra, aos 21 minutos do primeiro tempo; Rodrigo Dourado, do Inter, aos 3 minutos do segundo tempo; 

NOVO HAMBURGO
Mateus; Léo, Pablo, Julio Santos e Assis (Léo Carioca); Amaral, Preto, Jardel e Juninho; Branquinho (Lucas Santos) e João Paulo.
Técnico: Beto Campos

INTERNACIONAL
Danilo Fernandes; William, Léo Ortiz, Victor Cuesta e Ernando (Carlos) (Diego); Rodrigo Dourado, Edenílson (Valdívia), Uendel e D´Alessandro; Nico López e Brenner.
Técnico: Antonio Carlos Zago

Foto: UOL

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2017

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Cor
    71
  • 2 Grê
    61
  • 3 Pal
    60
  • 4 San
    56
  • 5 Cru
    55
  • Veja tabela completa