publicidade
Maradona acrescentou que sentiu na pele os problemas vividos por Messi na seleção

Maradona acrescentou que sentiu na pele os problemas vividos por Messi na seleção

O ex-jogador Diego Armando Maradona acredita que Messi manterá o pensamento de não continuar mais na seleção. O craque do Barcelona se encontrará na Espanha com o técnico do selecionado argentino, Edgardo Bauza. Em pauta, o treinador tenta convencer Messi a rever sua decisão de não defender mais a Argentina.

Em entrevista à rádio La Red, Maradona opinou sobre o assunto:

"Eu creio que o Messi vai dizer que não a Bauza. Este é um pensamento meu. Tomara que eu me equivoque", disse o campeão mundial de 1986.

Maradona acrescentou que sentiu na pele os problemas vividos por Messi na seleção. O ex-meia-esquerda relatou que também enfrentou politicagem na Associação Argentina de Futebol, fato que interferia diretamente na condução do elenco argentino da época.

"O que o Messi expôs eu passei por toda a minha vida. Como é que os familiares dos dirigentes vão estar com vida mais confortável que a dos jogadores?", reclamou Maradona, se referindo às cotas da seleção argentina que são repassadas em menor parte aos atletas.

Bauza viajou à Espanha. Ele chegou a dizer que o compromisso no exterior seria para entender os motivos que levaram Messi a largar a seleção. O ex-técnico do São Paulo debutará na seleção e quer saber se pode contar com Messi na próxima lista de relacionados.

O novo técnico da Argentina disse que seu objetivo não é convencer Messi a seguir defendendo a seleção, mas que pretende ouvir por que o craque ficou decepcionado após a Copa América, quando avisou que não atuaria mais pelo país.

A imprensa catalã recepcionou no aeroporto o ex-treinador do São Paulo, interessada em saber o que ele pretende conversar com o craque do Barça. Bauza disse estar otimista em relação ao encontro.

"As sensações são boas, mas não vim para convencer Messi a nada. Vim para que ele me conte sua frustração e para que eu lhe expresse a ideia que tenho para a seleção argentina. Assim, ele se sentirá cômodo para depois decidir sobre a decisão que tomou ao final da Copa América", declarou Bauza, de acordo com oMundo Deportivo. "Vamos nos encontrar nas próximas 48 horas", revelou.

Minutos após a derrota da Albiceleste para o Chile nos pênaltis, na decisão da Copa América, o camisa 10 afirmou que não defenderia mais o selecionado de seu país. De 2014 para cá, os argentinos perderam três finais (1 a 0 para a Alemanha, na Copa do Mundo, e duas vezes para o Chile, nos pênaltis, na Copa América).

O craque de 29 anos ficou abalado com os sucessivos fracassos da Argentina e avisou que não pretendia mais atuar pela Albiceleste. A declaração repercutiu no país sul-americano. Bauza, contratado para substituir Gerardo Martino, disse que uma de suas prioridades é dialogar com Messi para entender o que ele pensa.

Foto: UOL

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2017

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Cor
    72
  • 2 Pal
    63
  • 3 San
    63
  • 4 Grê
    62
  • 5 Cru
    57
  • Veja tabela completa