publicidade
Queimei minha língua mais uma vez, mamãe Dona Vilma Carille ficou brava comigo e o simples e objetivo técnico do Corinthians já é a revelação do Brasileirão-2017

Queimei minha língua mais uma vez, mamãe Dona Vilma Carille ficou brava comigo e o simples e objetivo técnico do Corinthians já é a revelação do Brasileirão-2017

Que bom, novidades na praça.

Parece absurdo, mas é: Jô virou o melhor jogador em atividade no Brasil.

Anda goleando o milionário Borja.

Não sei até quando.

Pode durar o que durou a fugaz liderança da Chapecoense.

Só que, hoje, o corintiano, que foi um dos 23 do Felipão-7 a 1 na Copa de 2014, anda com um aproveitamento mais do que bom.

Fábio Carille também.

Queimei minha língua mais uma vez, mamãe Dona Vilma Carille ficou brava comigo e o simples e objetivo técnico do Corinthians já é a revelação do Brasileirão-2017.

Como foi Jair Ventura em 2016.

Carille hoje goleia Cuca.

Incrível, o Palmeiras de Cuca piorou sem Eduardo Baptista.

E o Grêmio?

Está aí outra surpresa.

Mesmo sem os elencos milionários de Palmeiras, Flamengo e Galo, o Tricolor Gaúcho é o time que melhor vem jogando no Brasileirão e na Libertadores.

Parabéns ao come-quieto do Sul.

E quieta não está a até então reclusa CBF.

Até virou “brava” e deu uma rompida com a Globo, mesmo cutucando a onça com um palito.

Mas sexta-feira, com a novidade CBFTV, já deu uma furadinha muito de leve no gigante global.

Nada de preocupante para já, mas foi plantada mais uma sementinha no terreno onde os pequenos agricultores Petraglia e Del Nero e os latifundiários Facebook, Google, Twitter, Turner, Disney e Fox andam semeando muito adubo.

E sabem como é, né?

“Com Manah adubando, dá”.

Ainda mais com o poder de fogo dos fazendeiros gringos acima citados, todos mais poderosos do que o monumental e exemplar Grupo Globo do Brasil.

E no jogo da seleção brasileira sem Galvão Bueno, uma raridade, reapareceu Pelé!!!

Ufa, estava preocupado.

Continuo.

Comentou simples e lento na TV como Messi em campo.

E já que gostam tanto de comparar o incomparável, houve um empate entre as estrelas de ontem e de hoje.

Pelé e Messi empataram no quesito... sono!

Gabriel Jesus, bom jogador, mas muito “machuquento”, quase foi crucificado pela segunda vez por dois cavalos argentinos.

Vi pela TV Cultura, outra boa novidade.

E com ibope incomum em sua vida.

Pena que foram só os tais “15 minutos de fama”.

Mas suficientes para reacender a velha discussão do “monopólio global do futebol”.

Há anos bato na mesma tecla.

Ou seja, que o governo brasileiro, como fez a Argentina, compre os direitos de TV e distribua proporcionalmente a todos os canais do país.

Eu disse todos!

Com cada um pagando o seu quinhão do condomínio de acordo com seu ibope-médio dos últimos seis meses.

Utopia?

Pode ser, mas nós, comunistas, somos utópicos mesmo.

E que Jô, Carille, o Grêmio e mais empregos para jornalistas esportivos se fixem mesmo nos próximos meses e anos.

Ah, sobre o meu velho “Condomínio Televisivo Esportivo”, leiam abaixo minha coluna de “Placar”, de maio de 2003, sobre o tema.

Ela continua viva, oportuna, inteligente, diferente e atual.

Quem sabe?

Foto: Gero/Estadão COnteúdo - retirada do UOL

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2017

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Cor
    47
  • 2 Grê
    39
  • 3 San
    36
  • 4 Pal
    33
  • 5 Spo
    29
  • Veja tabela completa