publicidade
William Pottker disputa bola com defensores em Internacional e Oeste pela Série B

William Pottker disputa bola com defensores em Internacional e Oeste pela Série B

Do UOL, em Porto Alegre

Foi pouco futebol. Mas o suficiente. Nesta terça-feira (14), o Internacional ficou no 0 a 0 com o Oeste e atingiu, mesmo que de forma melancólica, o objetivo principal na temporada: está de volta à Série A.

O Colorado pouco fez em campo. Sem grandes oportunidades de gol (apenas uma evidente aos 47 do segundo tempo), o time gaúcho segurou o rival na Arena Barueri e chegou aos 65 pontos na classificação. Desta forma, com sete de distância para o quinto colocado faltando seis para serem disputados na Série B, não pode mais ser alcançado. O Oeste ficou com 58 pontos.

O título, porém, não está sequer próximo. O resultado manteve o Colorado atrás do América-MG e a distância pode ainda ser alterada no decorrer da rodada. O penúltimo compromisso será com o Goiás, sábado, fora de casa. Já o Oeste pega o ABC-RN, no mesmo dia, em Natal.

Messi Black: Ex-palmeirense é melhor em campo

Em uma noite de pouca inspiração de parte a parte, Mazinho, o Messi Black, ex-jogador do Palmeiras, foi o melhor em campo. Partiu dos pés do rápido atacante do Oeste qualquer coisa que chegasse perto de oportunidade de gol.

Camilo e Gutiérrez serão os criativos? Não foram

Camilo e Gutiérrez foram duas das tantas decepções do Inter em campo. Eleitos pelo interino Odair Hellmann para serem os criativos do time e abastecer o ataque comandado por Pottker, não conseguiram perto de nada.

Inter mantém sistema e problemas

O Internacional manteve o sistema e seus problemas. Sem Guto Ferreira, com o interino Odair Hellmann, o Colorado montou sua equipe no 4-1-4-1 novamente. Em vez de D´Alessandro, suspenso, foi Felipe Gutiérrez. E no ataque, sem Damião, o treinador centralizou Pottker e colocou Camilo aberto na direita. Ocorreu tudo como tem ocorrido. O Inter tentou trocar alguns passes no começo do jogo, mas não conseguiu. Foi `mais do mesmo´ tentando ligação direta para o atacante repetidamente e criando quase nada. Sem grandes oportunidades, o Colorado ainda falhou defensivamente muitas vezes e deu espaço para a criação de jogadas do rival.

Até lateral reverteu...

Aos 42 minutos do primeiro tempo, uma jogada que pode muito bem simbolizar o atual momento do Inter. Pela margem esquerda, Camilo tentou bater rapidamente um lateral, a bola escapou, saiu para cima em vez de para frente e foi revertido pelo árbitro. Um momento bizarro que moldou os 45 iniciais.

A melhor chance do primeiro tempo foi do Oeste

Num primeiro tempo sem chance qualquer de gol, a melhor finalização do jogo foi do Oeste. William Cordeiro escapou às costas de Claudio Winck pelo lado esquerdo de ataque do time paulista, gingou para cima de Thales e bateu firme. Danilo Fernandes espalmou. Foi o mais perto de balançar a rede rival que os dois times tiveram.

Inter é pressionado e aceita empate `para o gasto´

O Inter jogou o segundo tempo de olho no que era necessário. O empate garantia a volta à Série A e de olho nele que o time visitante jogou. Por isso, tratou de ganhar tempo a cada lance, e colocar mais marcadores do que atacantes em campo. O time recuou, Danilo Fernandes precisou trabalhar e o Oeste só não abriu o marcador porque esbarrou em sua falta de qualidade técnica. Pouco futebol, mesmo com muito esforço, e o Colorado de volta à elite.

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2017

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Cor
    71
  • 2 Grê
    61
  • 3 Pal
    60
  • 4 San
    59
  • 5 Cru
    56
  • Veja tabela completa