publicidade
A participação brasileira na modalidade, as novas regras, novas propostas serão pauta durante o evento, que irá reunir os amantes do Handebol

A participação brasileira na modalidade, as novas regras, novas propostas serão pauta durante o evento, que irá reunir os amantes do Handebol

Acontece no próximo final de semana a II Assembléia Geral da Federação Paulista de Handebol, reunindo atletas, dirigentes, técnicos, árbitros e todos os amantes da modalidade.
 
As discussões relevantes aconteciam em congressos técnicos, sempre setoriais dificultando a discussão das idéias e a elaboração de um plano macro para o desenvolvimento do handebol paulista.
 
A Federação Paulista de Handebol vem gerando ações com o objetivo de ampliar o número de praticantes da modalidade, além de oferecer aos clubes e atletas campeonatos competitivos e de alto nível técnico.

A maior dificuldade na implantação de novos modelos, segundo os dirigentes,  não está no trabalho a ser realizado, mas na mudança de uma  cultura, na expectativa do que foi se consolidando ao longo  dos anos. O quadro vem mudando desde o ano passado  quando da realização da I Assembléia.
 
Para o presidente da Federação, Celso Gabriel, tanto dirigentes, como árbitros, jogadores e técnicos estavam habituados à realização de assembléias pro-forma, realizadas a partir de uma obrigação estatutária. Boa parte compareceu a assembléia do ano passado por obrigação profissional, indicados por gestores. Outros deixaram de ir. Poucos foram acreditando ou entendendo a importância e a seriedade da proposta. A qualidade da realização do evento, a presença efetiva dos mais importantes profissionais de handebol do Estado e do País, o alto nível das propostas e discussão de idéias, surpreendeu aqueles que esperavam um acontecimento burocrático.
 
Diversas idéias foram discutidas, várias delas implantadas. Algumas delas depois contestadas por ausentes - e mantidas - o que apenas reforça a importância e o nivel do comprometimento da atual gestão com as decisões da classe.
 
“Não basta ter boas idéias. É preciso que sejam formalizadas e apresentadas. Com o aval dado por todos interessados no desenvolvimento da modalidade,e a certeza de que serão implantadas. Por isso, é fundamental a presença de todos. A hora de falar, a hora de opinar, a hora de sugerir é esta. Toda critica é bem vinda. Toda sugestão é válida” enfatizou Celso Gabriel que espera a presença de um grande numero de praticantes e interessados.
 
Este ano teremos a presença:
 
-  Jordi Ribeira, ex-tecnico da Seleção Brasileira Masculina Adulta e  novo técnico da seleção espanhola; Washigton Nunes, Tecnico da Seleção Brasileira Junior Masculina – ambos irão falar dos Jogos Olímpicos
- Marcos Paulo Caseira , do Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo
 
- Alessandra Dutra – psicóloga da Seleção Olimpica Feminina, que irá falar sobre Indicadores Psicologicos na Construção de uma Equipe de Excelência
 
-Luiz Turisco – preparador físico da Seleção Brasileira Masculina que irá falar sobre “Mètodos de Treinamento Físico aplicado no Handebol”
 
- Morten Soubak, técnico da Seleção Brasileira de Handebol Feminina.
 
O evento acontece no próximos dias 3 e 4 de setembro no Museu de Futebol.
 
Serviço:
II Assembléia Geral de Handebol – Fed. Paulista de Handebol
Data: 03 e 04/09
Local: Museu do Futebol – Estadio do Pacaembu
Endereço: Praça Charles Miler, s/n
 
03/09 das 13 horas às 19 horas
04/09 das 9 às 18 horas
 

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2017

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Cor
    58
  • 2 Grê
    49
  • 3 San
    49
  • 4 Pal
    47
  • 5 Cru
    47
  • Veja tabela completa