publicidade
Arthur é uma das peças no tabuleiro de montagem do meio-campo do Grêmio

Arthur é uma das peças no tabuleiro de montagem do meio-campo do Grêmio

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

O meio-campo é um dos setores mais decisivos em um time de futebol e no Grêmio não é diferente. Ao longo da temporada, o Tricolor teve peças de sobra para fazer a diferença desde o apito inicial ou no decorrer de um jogo. Diante do Botafogo, pelas quartas de final da Libertadores, o cenário mudou. Com pelo menos cinco desfalques, a solução virou problema.

Maicon, Miller Bolaños, Lincoln, Pedro Rocha e Michel são as baixas certas. O número pode aumentar se Luan, peça-chave no jogo do Tricolor, não se recuperar de edema na coxa.

Com tantos jogadores fora de combate, pelos mais diversos motivos – de lesão à suspensão, Renato Gaúcho tem um verdadeiro quebra-cabeça para escalar o meio-campo. E mais: perde alternativas para o decorrer do confronto no Engenhão.

A primeira dúvida é sobre o substituto de Michel, expulso diante do Godoy Cruz-ARG. As opções são recuar Ramiro ou apostar em Jailson – que já foi terceiro reserva no ano.

Se Ramiro for recuado, o setor cai em um efeito dominó e o lado direito terá de ser preenchido. Para essa vaga os candidatos são Everton e Fernandinho, que nas últimas duas partidas começou no outro flanco do campo. Outra alternativa é Léo Moura.

O experiente lateral também é um dos nomes mais fortes para suprir a ausência de Luan. O camisa 7 ainda não voltou a treinar com bola, segue em tratamento intensivo por conta de edema na coxa direita e deve continuar como dúvida até o jogo com o Botafogo.

Sem Luan, o Grêmio perde em criatividade e técnica no setor. Renato Portaluppi já falou abertamente que o meia-atacante é o único jogador do elenco sem um substituto. As saídas de Miller Bolaños e Lincoln, por empréstimo, afetaram ainda essa situação.

Caso seja preciso jogar com uma formação sem Luan, outra formação possível é com Arthur mais avançado. O camisa 29, grande novidade do time na temporada, já foi definido pelo treinador como um meia nato – por conta da boa visão de jogo e passe qualificado. Só que as atuações do jovem nessa função não foram tão boas como nas vezes em que foi volante.

"Temos grandes jogadores como dúvida, outros fora. A gente sabe que temos um grupo e todos estão preparados. Todos querem jogar. Temos que abraçar os caras e saber que quem entra, dá conta do recado. É buscar dar o máximo sempre", contemporizou Barrios.

Botafogo e Grêmio abrem o duelo que vale vaga na semifinal da Libertadores nesta quarta-feira, às 21h45 (Brasília). O segundo jogo entre os times está marcado para 20 de setembro, em Porto Alegre.

Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2017

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Cor
    53
  • 2 Grê
    43
  • 3 San
    41
  • 4 Pal
    40
  • 5 Fla
    38
  • Veja tabela completa