publicidade
Gamarra foi campeão brasileiro (1998) e paulista (1999) pelo Timão

Gamarra foi campeão brasileiro (1998) e paulista (1999) pelo Timão

Por Band Esportes

Até hoje, no Brasil, Gamarra é citado como exemplo de grande zagueiro. Com passagens marcantes por Corinthians e Internacional – e nem tão boas por Flamengo e Palmeiras –, o defensor paraguaio deixou sua marca no País.

Aos 46, Gamarra trabalha como supervisor de futebol do Rubio Ñu, equipe da primeira divisão do futebol paraguaio.

Em entrevista à Band, Gamarra relembrou do vestiário conturbado em sua época de Timão, admitiu que sofreu calote do Flamengo e disse que a maioria dos zagueiros da atualidade não tem talento.

Veja abaixo os principais trechos da entrevista:

Nenhuma falta na Copa de 1998

"Eu não procurei em nenhum momento ficar essas quatro partidas sem fazer falta. Eu joguei normalmente e aconteceu".

Zagueiros da atualidade

"Na maioria, os zagueiros são grossos. Agora, principalmente, a maioria dos clubes só tem zagueiros de 1,85 metro para cima e a maioria não tem talento, a maioria usa muito a força e nada mais".

Gamarra zagueiro

"Eu não era alto, mas eu tinha um tempo de bola que eu acho que é fundamental no futebol. É um dom que eu já trazia comigo, era muito fácil antecipar e ler as jogadas".

Times mais marcantes na carreira

"Eu gostei muito do meu primeiro time, que é o Internacional. Internacional e Corinthians, acho que ficaria com os dois".

Elenco do Corinthians em 1998/99

"Dentro do campo a gente jogava futebol, a gente esquecia as briguinhas e a vaidade que tinha de uns jogadores com outros. Isso nunca influenciou quando começava o jogo. Nós tínhamos um time muito bom, por isso não deu para perceber muitas brigas que tivemos no vestiário na época. Eu vi o Rincón tentar bater no Marcelinho e o Marcelinho sair do quarto correndo".

Trocar o Corinthians que seria campeão do mundo pelo Atlético de Madrid que caiu

"Tudo que eu fiz na minha vida, eu fiz consciente, analisando sempre com a família. Em nenhum momento eu fiquei arrependido disso".

Calote no Flamengo

"Todo mundo sabe que o Flamengo naquela época (ano 2000) não pagava ninguém. Eu recebi dois meses do meu salário e depois nunca mais. Tive que entrar com processo e depois de 11 anos, mais ou menos, eu recebi todo meu dinheiro do Flamengo".

Corinthians atual

"Eu estou acompanhando o Campeonato Brasileiro e o Corinthians está muito bem. Perdeu alguns jogos aí por falta de concentração, porque a maioria dos jogos que perdeu foi para time pequeno".

Romero

"É um jogador que se sacrifica muito dentro do campo. Corre muito, marca, briga e é um artilheiro".

Balbuena e a pressão por jogar com a 4 que era de Gamarra

"Isso sempre foi um pequeno problema com os paraguaios que foram jogar depois de mim. O Fabián é um bom jogador, ele está muito bem. Está jogando em um nível alto, é o capitão do time. É um ótimo zagueiro e está muito bem com a camisa 4. Ele sabe qual é o problema lá, é a torcida. No Corinthians você sabe que tem que ter muita garra, muita determinação e se entregar por essa camisa".

Foto: site oficial do Corinthians

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Você também vai gostar

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2017

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Cor
    71
  • 2 Grê
    61
  • 3 Pal
    60
  • 4 San
    56
  • 5 Cru
    55
  • Veja tabela completa