publicidade
Diego comanda o Flamengo na Libertadores

Diego comanda o Flamengo na Libertadores

Uma semana após estrear na Copa Libertadores massacrando o argentino San Lorenzo no Maracanã por 4 a 0, o Flamengo volta a campo nesta quarta-feira contra a Universidad Católica, atual bicampeã chilena, a partir das 21h45, em Santiago, pela segunda rodada do Grupo 4.

O meia Mancuello é desfalque certo. Ele ainda se recupera de um choque na cabeça que sofreu durante a partida contra o San Lorenzo, há uma semana. Sem o argentino, o técnico Zé Ricardo deve lançar o colombiano Berrío no time titular. Outra possibilidade é que Marcio Araújo entre no time, caso o treinador opte por uma formação mais cautelosa.

Tentando conter a euforia da torcida, o meia Diego afirmou que a Católica é "diferente" do San Lorenzo. Na primeira rodada do Grupo 4, o time chileno enfrentou o Atlético Paranaense em Curitiba e conseguiu empatar mesmo após estar perdendo por 2 a 0.

"São equipes diferentes. Cada uma vai apresentar dificuldades para a gente. Provaram a qualidade contra o Atlético no resultado que foram buscar fora de casa. A equipe deles também é bem organizada, então temos vários motivos para entrar bem concentrados e respeitando o adversário", afirmou Diego. Já o meia Willian Arão afirmou que a Católica "é um time que trabalha bem a bola, controla bem a partida". "Esperamos um jogo difícil, mas estamos preparados", concluiu.

O meia argentino Conca, que cumpre rotina de recuperação física, não vai jogar e nem viajou para Santiago, mas atraiu a atenção dos chilenos mesmo à distância. Ele jogou pela Católica de 2005 a 2006 e ganhou o título nacional em 2005. Sem saber da ausência do argentino, vários torcedores chilenos perguntaram por ele durante o desembarque do Flamengo no aeroporto.

Após uma sequência de maus resultados no início da temporada, quando perdeu quatro jogos seguidos pelo torneio nacional, a Universidad Católica começou a se recuperar nesta última semana. Na quarta-feira. empatou com o Atlético-PR na estreia na Libertadores e no fim de semana goleou o Antofagasta por 4 a 1, pelo Chileno.

No jogo desta noite o clube não contará com o defensor Guillermo Maripán, expulso na partida de Curitiba. Em entrevista coletiva, o técnico Mario Salas afirmou que, para ganhar, seu time terá que neutralizar Diego.

Atlético-PR

Apesar de contar com um retorno de peso ao ataque, o Atlético Paranaense deve concentrar as atenções em sua defesa no seu segundo jogo na fase de grupos da Copa Libertadores, contra o pressionado San Lorenzo, às 19h30 desta quarta-feira, no Nuevo Gasômetro, em Buenos Aires. Os dois times vêm de tropeços na estreia no Grupo 4, mas a equipe argentina abriu sua campanha de forma ainda pior ao sofrer uma dolorida goleada por 4 a 0 do Flamengo, na semana passada.

O técnico Paulo Autuori terá à sua disposição o atacante Grafite, que cumpriu suspensão na rodada de abertura da chave.

Mesmo sem o atacante, o Atlético-PR mostrou serviço no ataque contra o Universidad Católica, ao marcar dois gols. No entanto, viu o placar de 2 a 0 se tornar 2 a 2 graças a vacilos na defesa na Arena da Baixada, nos minutos finais.

Se Grafite tem boas chances de voltar ao time, Autuori não terá o meia Carlos Alberto e o atacante Eduardo da Silva. Eles nem viajaram com o grupo para Buenos Aires. Sem a dupla, o treinador deve escalar o time com o que há de melhor no Atlético-PR, que vem poupando seus titulares no Campeonato Paranaense. Entre eles está o meia Lucho González, que voltará a jogar em sua cidade natal, e justamente contra um rival de infância - foi formado na base do Huracán.

Do outro lado, o San Lorenzo entrará em campo no Nuevo Gasômetro para disputar apenas a sua terceira partida oficial no ano, em razão da greve dos jogadores no futebol argentino. Logo em seu primeiro jogo de 2017, o time levou goleada do Flamengo. Mas, no fim de semana, venceu pelo Campeonato Argentino.

Para este confronto, o técnico Diego Aguirre, ex-Internacional e Atlético-MG, confirmou a entrada do meia Belluschi. Mas não revelou quem deixará a equipe titular: Botta ou Merlini. No setor defensivo, Corujo deve assumir a titularidade na lateral direita.

Foto: Gilvan de Souza/Fla Imagem

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2017

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Cor
    58
  • 2 Grê
    49
  • 3 San
    49
  • 4 Pal
    47
  • 5 Cru
    47
  • Veja tabela completa