publicidade
Jadue também renunciou ao posto de presidente depois de admitir à justiça americana as acusações

Jadue também renunciou ao posto de presidente depois de admitir à justiça americana as acusações

Zurique, Suíça, 6 Mai 2016 (AFP) - O Comitê de Ética da Fifa anunciou nesta sexta-feira o banimento de qualquer atividade relacionada ao futebol do chileno Sergio Jadue, ex-presidente da Federação Chilena e ex vice-presidente da Conmebol, e do colombiano Luis Bedoya, ex-vice-presidente da Conmebol e ex-membro do Comitê Executivo da Fifa.

As investigações contra os dois ex-dirigentes do futebol sul-americano começaram em 4 de dezembro de 2015. Bedoya se declarou culpado em dezembro à justiça dos Estados Unidos dos crimes de associação ilícita para delinquir e conspiração para cometer fraude, enquanto Jadue admitiu à promotoria americana ter sido parte do escândalo de subornos que afetou duramente a Fifa.

As sanções, de acordo com o comunicado divulgado pela Fifa, afetam os campos "administrativo, esportivo ou qualquer outro", ligados ao futebol "tanto a nível nacional como internacional".

Bedoya, que também foi presidente da Federação Colombiana de Futebol, renunciou ao cargo em 9 de novembro.

Jadue também renunciou ao posto de presidente depois de admitir à justiça americana as acusações. Ele também é investigado pelas autoridades chilenas por lavagem de dinheiro.

Foto: UOL

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2017

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Cor
    71
  • 2 Grê
    61
  • 3 Pal
    60
  • 4 San
    59
  • 5 Cru
    56
  • Veja tabela completa