publicidade
Alemão teve uma atuação perfeita em Interlagos. Foto: Scuderia Ferrari

Alemão teve uma atuação perfeita em Interlagos. Foto: Scuderia Ferrari

O alemão Sebastian Vettel (Ferrari) venceu o GP do Brasil disputado neste domingo (12) em Interlagos, precisando agora de apenas 8m oitavo lugar na etapa final (Abu Dhabi) para ser o vice-campeão da temporada e evitar o triunfo completo da Mercedes, que ainda tem chances matemáticas com Bottas por este lugar.

Foi a 47ª vitória de Vettel na F1, categoria em que estreou em 2007, e terceira no Brasil (ele ganhou em 2010 e 2013), ambas com a Red Bull.

Partindo do segundo lugar no grid, o alemão da Ferrari superou Bottas no "S" do Senna logo na largada. Bottas não conseguiu ameaçar o alemão e foi o segundo.

A disputa pelo pódio ficou reservada para o final, entre Raikkonen e Hamilton. O inglês, que largou dos boxes, fez uma prova espetacular de recuperação, tentou até o final mas não conseguiu superar o finlandês, que terminou em terceiro. Hamilton, assim, foi o quarto. Na sequência, os dois carros da Red Bull, com Verstappen em quinto e Ricciardo em sexto.

Felipe Massa (Williams), com uma boa prova de despedida de Interlagos pela F1, resistiu bem ao ataque final de Alonso (McLaren) para cruzar em sétimo, após largar em nono. O espanhol, com a McLaren, foi o oitavo. Em seguida, Sergio Pérez (Force India) e Nico Hulkenberg (Renault), nono e décimo colocados, respectivamente.

A CORRIDA

LARGADA ATÉ A VOLTA 15

Vettel, segundo no grid, assumiu a ponta e Bottas caiu para segundo. Ricciardo escapou no "S" do Senna após ser tocado por Vandoorne mas conseguiu retornar. Grosjean perde a trajetória e toca em Ocon. Os dois abandonaram. Quem também ficou antes de completada a primeira volta foi Vandoorne, justamente pelo toque em Ricciardo. O belga teve a suspensão dianteira esquerda quebrada. Felipe Massa subiu da nona para a sexta colocação.

Safety-car na pista. Durante as voltas com o safety-car os carros passaram pelo pit-lane para que os detritos pudessem ser removidos da pista. Hamilton foi um dos que na passagem pelos boxes aproveitou para trocar os pneus.

Os seis primeiros: Vettel, Bottas, Raikkonen, Verstappen, Alonso e Massa.

RECOMEÇO DA PROVA NA VOLTA 6

Felipe Massa ganhou a posição de Alonso na reta dos boxes e subiu para quinto.

Momento em que Massa superou Alonso, na relargada. Foto: Reprodução

Enquanto isso, Hamilton em 12º após ter largado dos boxes. Não tardou e na volta 9 o campeão da temporada já era o décimo, após superar a Sauber de Ericsson e Toro Rosso de Gasly.

Na volta seguinte, Hamilton já era o nono, após ultrapassar a Renault de Sainz Jr.

Enquanto isso, entre os seis primeiros, nenhuma alteração: Vettel, Bottas, Raikkonen, Verstappen, Massa e Alonso.

Ótima recuperação de Ricciardo após o problema na largada. O australiano era o nono na volta 15

VOLTA 16 A 30

Comunicação de rádio entre a Red Bull e Verstappen. O holandês dizendo ser mais rápido que Raikkonen mas não conseguindo a devida aproximação, para superá-lo.

Já em sétimo, Hamilto consulta a Mercedes para saber sua diferença em relação a Vettel, o líder, na casa de 15 segundos na volta 17.

Alonso se aproximando de Massa e Hamilton de Alonso. Na volta 20 a ultrapassagem de Hamilton sobre Alonso, na freada do "S" do Senna. O inglês já em sexto.

Hamilton, na volta 21, já embutiu em Massa no "S" do Senna mas somente conseguiu superar o brasileiro na freada do Lago.

Os seis primeiros: Vettel, Bottas, Raikkonen, Verstappen, Hamilton e Massa. Alonso, em sétimo, novamente no encalço de Massa.

Rubens Barrichello, ao lado de Toto Wolff, acompanhando o GP do Brasil nos boxes da Mercedes. Foto: Mercedes/AMG F1

PUNIÇÃO

Saiu a punição a Grosjean por ter rodado na primeira volta e tocado em Ocon, que abandonou: 10 segundos.

Parada de Bottas para troca de pneus. Sua Mercedes retornou calçada de pneus macios na volta 28. Mesmo giro em que Massa também fez sua parada, colocando os compostos macios da Pirelli.

Momento de muitas trocas de pneus. Vettel também nos boxes e Bottas, com uma troca melhor, voltou bem perto da Ferrari do alemão. Raikkonen também fez sua parada e voltou com boa margem para Verstappen.

Os seis primeiros na volta 30: Hamilton (ainda sem ter feito sua segunda parada), Vettel, Bottas, Raikkonen, Ricciardo e Verstappen.

VOLTA 31 A 45

Ricciado permitiu que Verstappen o superasse. O holandês subiu para quinto.

Hamilton se mantendo na pista, em primeiro, tentando retardar ao máximo sua derradeira troca de pneus, para que os novos compostos, os ultramacios, resistissem até a volta 71.

Pelo rádio, Alonso pediu que a McLaren posicionasse sua diferença para Massa em todas as voltas. O brasileiro estava em sétimo e o espanhol em oitavo. Na volta 42 a diferença estava na casa de 2s3.

Abandono de Hartley (Toro Rosso) e parada de Hamilton para troca de pneus na volta 44.

Toro Rosso recolhendo o carro do neozelandês Brendon Hartley. Foto: Toro Rosso

 

VOLTA 46 A 65

Hamilton, após sua parada, voltou em quinto, a 18s do líder Vettel.

Melhor volta para Hamilton: 1min12s423.

Os seis primeiros: Vettel, Bottas, Raikkonen, Verstappen, Hamilton e Massa. Ricciardo em sétimo e Alonso em oitavo.

Hamilton a 1s9 de Verstappen na volta 57, preparando-se para ganhar a quarta colocação do holandês da Red Bull.

Na volta 59, ultrapassagem de Hamilton sobre Vertappen na freada do Lago.

Parada de Verstappen para nova troca de pneus, na volta 63. 

Os seis primeiros: Vettel, Bottas, Raikkonen, Hamilton, Verstappen e Ricciardo.

Hamilton nos boxes. Inglês retardou sua parada para fazer o último stint com grande performance calçado de pneus ultramacios. Foto: Reprodução

 

VOLTA 66 A 71

Novo recorde de prova para Interlagos: 1min11s044 a marca de Verstappen no giro 66, com pneus novos (ultramacios) e carro mais leve.

Nos giros finais, Vettel só precisou administrar sua vantagem para Bottas, que aparecia em seu retrovisor mas não conseguiu uma aproximação efetiva para tentar a ultrapassagem.

Com pneus novos, Verstappen quebrou o recorde de corrida de Interlagos, que pertencia a Juan Pablo Montoya. O holandês cravou 1min11s044. A marca do colombiano, de 2004 (com Williams-BMW), era de 1min11s473. Foto: Red Bull Racing

Massa comemora após cruzar a linha de chegada em sétimo. Foto: Williams Racing

 

Vettel ergue o troféu pela vitória em Interlagos. Foto: Scuderia Ferrari

 

PRÓXIMA ETAPA

Em duas semanas acontece o encerramento da temporada, no dia 26 de novembro, quando será disputado o GP de Abu Dhabi, no circuito de Yas Marina. No ano passado a pole foi de Lewis Hamilton (1min38s755), que também conquistou a vitória, seguido por Rosberg e Vettel.

CLIQUE AQUI E INSCREVA-SE NO CANAL BELLA MACCHINA DO YOUTUBE

ENTREVISTAS COM PILOTOS E O PROGRAMA "NOTAS DO CARSUGHI", COM O MESTRE AO LADO DE MARCOS JÚNIOR MICHELETTI FALANDO SOBRE F1, MOTOGP, STOCK CAR WEC, F-E, INDY E MUITO MAIS

CLIQUE NO LOGO ABAIXO PARA ACESSAR A HOME DE AUTOMOBILISMO DO PORTAL TERCEIRO TEMPO

COLUNAS: CLIQUE AQUI E ACESSE OS TEXTOS DE MARCOS JÚNIOR MICHELETTI NO PORTAL TERCEIRO TEMPO

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2017

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Cor
    71
  • 2 Grê
    61
  • 3 Pal
    60
  • 4 San
    59
  • 5 Cru
    56
  • Veja tabela completa