publicidade
Responder essa questão deve deixar Fábio Carille, Zé Ricardo e Róger Machado muito atentos

Responder essa questão deve deixar Fábio Carille, Zé Ricardo e Róger Machado muito atentos

Campeonato estadual vale muito, sim senhor. Nos últimos anos, virou chavão dizer que eles são apenas torneios de pré-temporada e sem importância. Como todo chavão é superficial, vale a análise: a conquista estadual é importante, deve ser comemorada. O problema é que muitas vezes ela cega e cria uma ilusão que não corresponde a realidade. Não é porque uma equipe venceu a competição de seu estado que ela terá também um bom desempenho nos campeonatos nacionais. Simples assim.

Para confirmar isso, alguém duvida que a absurda demissão de Eduardo Baptista no Palmeiras se deu em sua maior parte pela eliminação no Paulista? Ainda estou tentando entender as razões técnicas para a troca de Baptista por Cuca (!), o mesmo que saiu em dezembro. Os dirigentes avaliaram a evolução técnica, tática, física e emocional do Palmeiras ou apenas os resultados? Os treinos que Eduardo comandava foram avaliados? Ou melhor, há conhecimento entre os dirigentes para analisar as atividades? Ou se valeram apenas da grife e da aura que Cuca traz por ter sido campeão brasileiro no ano passado?

Responder essas questões deve deixar Fábio Carille, Zé Ricardo e Róger Machado muito atentos. Eles, que venceram os seus primeiros títulos agora, devem entender que ganharam apenas algumas semanas de sobrevida. O tapinha nas costas de hoje pode ser a fritura de amanhã, se não conquistarem vitórias no início do Brasileirão e nos outros torneios que disputam.

O ciclo vicioso de troca constante de técnico é mais cruel com os iniciantes. Dirigentes gostam de ter escudos. E treinador com títulos no currículo, aclamado pelo torcedor, é um ótimo escudo. É mais fácil do que ter conhecimento para analisar a fundo o trabalho dos profissionais. Resiliência é a chave para quem está começando e ainda tem poucos títulos. E esperança também; inspirada em vários exemplos, como Tite, Muricy Ramalho e o próprio Cuca, Eles também já foram iniciantes e demitidos e contestados injustamente, mas conseguiram triunfar nessa ingrata profissão.

Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2017

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Cor
    71
  • 2 Grê
    61
  • 3 Pal
    60
  • 4 San
    59
  • 5 Cru
    56
  • Veja tabela completa