publicidade
O São Bernardo abriu 2 a 0 com gols de Marino e Bady e o XV descontou com Breitner de pênalti

O São Bernardo abriu 2 a 0 com gols de Marino e Bady e o XV descontou com Breitner de pênalti

O São Bernardo foi a Piracicaba na noite desta quarta-feira, venceu o XV por 2 a 1 pelo Paulistão, mas não retornou da cidade interiorana com boas recordações. Os jogadores do time do ABC Paulista não puderam tomar banho após a partida, pois o vestiário dos visitantes do estádio Barão de Serra Negra estava sem água.

O presidente do 'Bernô', Luiz Fernando Teixeira, criticou a situação e o clube chegou a emitir nota oficial. Para o dirigente, a delegação foi alvo de brincadeiras de cartolas do XV. O presidente do time de Piracicaba, Celso Norberto Christofoletti, negou a má fé.

"Terminou o jogo e os atletas foram para o vestiário, suados e cansados. Mas o banheiro não tinha água. Nem mesmo na várzea é assim. Termina o jogo e todos tomam banho", disse Luiz Fernando Teixeira ao UOL Esporte.

O dirigente ressaltou que a suspeita de um problema técnico acabou quando um diretor do XV tirou sarro da situação.

"Fomos para o ônibus para esperar e ver se a água voltaria, quando um diretor do XV, que eu não sei o nome, passou por nós e falou que tínhamos que tomar banho em São Bernardo. Depois de meia hora, percebemos que tinham feito sacanagem", afirmou o dirigente, que levou a delegação para se banhar em um hotel antes do retorno a São Bernardo.

O outro lado se defendeu das acusações. Segundo o presidente do XV, Celso Norberto Christofoletti, um problema na caixa d'água que fica em cima do vestiário dos visitantes ocasionou o corte da água. Ele disse ainda que a provocação partiu de um torcedor e não de um dirigente do clube.

"O problema aconteceu antes do intervalo. Entrou ar no cano e tentamos arrumar, mas não deu tempo. Nunca iríamos cortar a água do vestiário e até oferecemos o nosso para que os jogadores pudessem tomar banho. Não sei por que teve essa repercussão toda, o presidente do São Bernardo me conhece bem, poderia ter falado comigo", revelou.

O vestiário do trio de arbitragem também não tinha água após o jogo e a situação foi relatada na súmula pelo juiz Paulo Cesar de Oliveira, que apenas registrou o problema sem citar as desconfianças de um clube nem as explicações de outro.

O São Bernardo abriu 2 a 0 com gols de Marino e Bady e o XV descontou com Breitner de pênalti. O time de Piracicaba ainda teve dois gols anulados por impedimento, o que gerou no presidente do São Bernardo a suspeita de retaliação contra a sua equipe e o trio de arbitragem.

FOTO: UOL

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2017

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Cor
    37
  • 2 Grê
    31
  • 3 San
    27
  • 4 Fla
    15
  • 5 Spo
    24
  • Veja tabela completa