Conhecido pela força na Vila Belmiro, o Santos tem sido praticamente invencível no Pacaembu

Conhecido pela força na Vila Belmiro, o Santos tem sido praticamente invencível no Pacaembu

Rivais históricos, Santos e São Paulo vão fazer neste domingo (26), pelo Brasileirão, o clássico da irmandade: buscando passar uma mensagem contra as brigas de torcida, chegarão no mesmo ônibus ao Pacaembu, que será palco também da partida entre os dois times no segundo turno da competição.

Fora de campo, uma mensagem contra a violência das organizadas em um momento no qual os clássicos passaram a ser marcados pelas torcidas únicas. Dentro, uma mudança de palco, que pode afetar de forma diferentes os dois times – com vantagem para o clube da Baixada.

Conhecido pela força na Vila Belmiro, o Santos tem sido praticamente invencível no Pacaembu. A última derrota foi em 2014, diante do Ituano, na final do Campeonato Paulista. Desde então, o aproveitamento é de 100%: 12 vitórias.

Em 2016 foram só três partidas, contra Mogi Mirim, Água Santa e Botafogo, todas vencidas. O retrospecto deixa claro: o alvinegro, no Pacaembu, se sente em casa.

O São Paulo, por sua vez, jogou muitas vezes no estádio municipal na temporada – o gramado do Morumbi passou por reformas. O time comandado por Edgardo Bauza, entretanto, não repete o desempenho do rival.

Nas nove vezes em que jogou no Pacaembu, o clube tricolor venceu seis, mas sofreu três derrotas. Duas delas foram zebras capazes de balançar o ambiente, contra The Strongest e São Bernardo. A terceira, um clássico diante do Palmeiras.

Desfalques

O Santos não conseguiu inscrever a tempo para o clássico seus dois reforços estrangeiros – o atacante Jonathan Copete, ex-Atlético Nacional, da Colômbia, e o meia Emiliano Vecchio, ex-Colo Colo e que estava no Qatar SC. Os antigos clubes dos atletas não realizaram as assinaturas digitais no site da Fifa e, por isso, o Certificado de Transferências Internacional (ITC) não foi emitido.

Sem os reforços, o técnico Dorival cogita promover o retorno do meia Lucas Lima, que foi poupado da equipe nos últimos dois jogos. O meia realizou recondicionamento físico e, por isso, ficou de fora contra o Atlético-PR e só atuou parte do segundo tempo da partida contra o Fluminense.

Já o São Paulo ainda não poderá contar com o peruano Christian Cueva, que não terá a documentação pronta para atuar até domingo. Fora isso, Bauza resolveu preparar um São Paulo misto para o clássico depois de perder Kelvin, que sofreu um estiramento na coxa esquerda e deve desfalcar o time por até um mês. Ganso, Bruno, Rodrigo Caio e Thiago Mendes ficaram fora do último treino por precaução e não devem jogar. Centurión foi liberado para visitar a avó e não joga.

Desta forma, Bauza ensaiou um time com apenas cinco jogadores que devem ser titulares na semifinal da Libertadores, contra o Atlético Nacional, no dia 6 de julho. As novidades ficam por conta da volta do zagueiro Lugano e da presença do jovem Luiz Araújo no ataque.

SANTOS X SÃO PAULO

Local: Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data e hora: 26 de junho de 2016, às 16h
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Auxiliares: Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)

SANTOS
Vanderlei; Victor Ferraz, Gustavo Henrique, Luiz Felipe e Zeca; Renato, Thiago Maia, Lucas Lima e Vitor Bueno; Gabriel e Rodrigão
Técnico: Dorival Júnior

SÃO PAULO
Denis, Caramelo, Lugano, Maicon e Matheus Reis; Artur, João Schmidt, Michel Bastos e Ytalo; Luiz Araújo e Calleri
Técnico: Edgardo Bauza

Foto: UOL

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações
comments powered by Disqus

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2016

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Pal
    80
  • 2 San
    71
  • 3 Fla
    71
  • 4 Atl
    62
  • 5 Bot
    59
  • Veja tabela completa