Única vitória do Atlético em solo argentino pela Libertadores aconteceu em 2013, contra o Arsenal

Única vitória do Atlético em solo argentino pela Libertadores aconteceu em 2013, contra o Arsenal

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

Somente uma vez na história da Copa Libertadores uma equipe estrangeira conseguiu fazer cinco gols num clube argentino atuando na Argentina. Isso aconteceu em 2013 e o Atlético-MG foi o responsável pela façanha. Conduzido por Ronaldinho e com Bernard em uma jornada inspirada, o time mineiro venceu o Arsenal por 5 a 2, no estádio Julio Grondona.

O jogo valia pela segunda rodada do Grupo 3. O Atlético havia batido o São Paulo na estreia, por 2 a 1. Empolgados com a equipe vice-campeã nacional no ano anterior e com o retorno à Libertadores, após 12 anos ausentes, os atleticanos invadiram o estádio do Arsenal. Cerca de quatro mil brasileiros acompanharam a partida que segue como um recorde na Libertadores até hoje.

Embora a noite fosse atleticana, foi o time da casa que abriu o placar, com Julio Furc, logo no primeiro minuto de jogo. Não demorou muito e o Atlético empatou com Bernard, após lindo passe de Ronaldinho, aos 7 minutos. Ainda no primeiro o Atlético virou, com Diego Tardelli e Jô. Nicolás Aguirre descontou ainda na etapa inicial. A vitória foi confirmada com mais dois de Bernard no segundo tempo, aos 8 e aos 13 minutos. Ronaldinho ainda perdeu um pênalti, acertando o travessão.

Aquela vitória no dia 26 de fevereiro embalou o time, que fechou o grupo 3 na liderança, com 15 pontos e sempre decidindo as fases seguintes em Belo Horizonte, o que foi determinante para conquista da América.

Embora seja o time que impôs a maior derrota a um clube argentino como local numa partida válida pela Libertadores, o Atlético não tem um bom retrospecto atuando no país vizinho em jogos pela principal competição do continente. A goleada sobre o Arsenal foi a única vez que o Atlético venceu uma partida na Argentina pela Libertadores.

Em 1978, na segunda vez que disputou o torneio continental, o Atlético avançou até a fase semifinal, que era disputada por três equipes. O clube brasileiro caiu no grupo de River Plate e Boca Juniors e acabou derrotado nas duas vezes em que atuou em Buenos Aires, por 1 a 0 e 3 a 1, respectivamente.

Também na edição de 2013, além do Arsenal, o Atlético visitou o Newell´s Old Boys, pela semifinal. No jogo de ida, em Rosário, a equipe argentina venceu por 2 a 0. Na volta, com gols de Bernard e Guilherme, após o apagão no Independência, o Atlético devolveu o placar e chegou à final após vencer a disputa de pênaltis, por 3 a 2, com Victor defendendo a cobrança de Maxi Rodríguez.

A última vez do Atlético na Argentina, pela Libertadores, foi no ano passado. Empate sem gols com o Racing, pelas oitavas de final, no Estádio Cilindro. Na volta, no Independência, o Atlético venceu por 2 a 1 e avançou de fase.

Nesta noite, às 19h30, o Godoy Cruz vai se tornar o sexto time argentino a enfrentar o Atlético pela Copa Libertadores. A partida vai acontecer no Estádio Malvinas Argentinas, em Mendonza e marca a abertura do grupo 6 da competição continental.

FICHA TÉCNICA
GODOY CRUZ (ARG) X ATLÉTICO-MG

Data: 8 de março de 2017, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Motivo: 1ª rodada do grupo 6 da Copa Libertadores
Local: Estádio Malvinas Argentinas, em Mendonza (ARG)
Árbitro: Wilson Lamouroux (COL)
Assistentes: Eduardo Diaz e John Alexander Leon (ambos colombianos)

GODOY CRUZ:
Rey, Viera, Serrano e Olivares; Garro, Henríquez, Fernández, Giménez e Benítez; González e Correa.
Técnico: Lucas Bernardi.

ATLÉTICO-MG: Giovanni, Marcos Rocha, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Rafael Carioca, Elias, Danilo, Otero e Robinho; Fred.
Técnico: Roger Machado

Foto: Enrique Marcarian/Reuters

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações
comments powered by Disqus

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2016

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Pal
    80
  • 2 San
    71
  • 3 Fla
    71
  • 4 Atl
    62
  • 5 Bot
    59
  • Veja tabela completa