A autorização da Polícia Militar para a presença de torcida mista foi o ponto central da argumentação da dupla Fla-Flu

A autorização da Polícia Militar para a presença de torcida mista foi o ponto central da argumentação da dupla Fla-Flu

Leo Burlá e Vinicius Castro

Do UOL, no Rio de Janeiro

O desembargador Gilberto Clóvis Farias Matos, da 15ª Câmara Cível, acolheu nesta sexta-feira (3) o pedido de efeito suspensivo dos clubes e da Ferj (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro) para a realização da final da Taça Guanabara com torcida mista. Assim, Flamengo e Fluminense disputarão o clássico com a presença dos seus torcedores no domingo (5), às 16h (de Brasília), no Engenhão.

A autorização da Polícia Militar para a presença de torcida mista foi o ponto central da argumentação da dupla Fla-Flu e da Ferj (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro). Deu resultado. Agora, os envolvidos correm para disponibilizarem os ingressos aos torcedores.

A opção de realizar o jogo com portões fechados e até de não comparecimento ao estádio chegou a ser cogitada pelos clubes. A segunda, no entanto, seria um problema por falta de datas. O Tricolor tem Copa do Brasil e Sul-Americana, além da Taça Rio. Já o Rubro-negro inicia a trajetória na Copa Libertadores.

Na última quinta-feira (2), o juiz Guilherme Schilling, do Juizado Especial do Torcedor e dos Grandes Eventos, havia decidido pela manutenção da liminar que determinava torcida única em clássicos realizados no Estado do Rio de Janeiro. Os representantes dos quatro grandes clubes e da Ferj estiveram reunidos no Tribunal de Justiça.

Foto: Satiro Sodré/SSPress/Botafogo

 

 

 

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações
comments powered by Disqus

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2016

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Pal
    80
  • 2 San
    71
  • 3 Fla
    71
  • 4 Atl
    62
  • 5 Bot
    59
  • Veja tabela completa