publicidade
Pentacampeonato deixou o Cruzeiro com os cofres cheios para a temporada de 2018

Pentacampeonato deixou o Cruzeiro com os cofres cheios para a temporada de 2018

Enrico Bruno e Thiago Fernandes
Do UOL, em Belo Horizonte

O Cruzeiro faturou quase R$ 18 milhões com a final da Copa do Brasil. Três fatores permitiram a receita por parte do clube mineiro no jogo. O prêmio da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), o bônus da Caixa Econômica Federal e a receita líquida do confronto.

A CBF entrega R$ 6 milhões ao campeão do torneio. Este valor é destinado ao vencedor do duelo decisivo. A equipe de Belo Horizonte recebeu também uma premiação pelas fases anteriores no valor de R$6,8 milhões.

A Caixa Econômica Federal, patrocinadora máster do Cruzeiro, desembolsou R$ 500 mil por bônus ao clube. No acordo firmado com os mineiros em janeiro deste ano, a instituição financeira estipulou o valor de meio milhão pela conquista de títulos relevantes. A empresa ainda paga R$ 11 milhões anuais aos times da capital mineira.

Por fim, os mineiros receberam R$ 4,567 milhões dos R$ 7,897 milhões da bilheteria do confronto. A quantia corresponde à receita líquida do clube no jogo de volta da decisão da Copa do Brasil. Na ocasião, 56.467 pessoas pagaram para ir ao Gigante da Pampulha.

Somando todo o dinheiro embolsado, o Cruzeiro fatura exatamente R$ 17,8 milhões com a final da Copa do Brasil e abastece seus cofres para continuar brigando pelos títulos na temporada que vem.

Foto: Thomás Santos/AGIF (Retirada do Portal UOL)

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2017

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Cor
    58
  • 2 Grê
    49
  • 3 San
    49
  • 4 Pal
    47
  • 5 Cru
    47
  • Veja tabela completa