publicidade

Enrico Bruno e Thiago Fernandes
Do UOL, em Belo Horizonte

O Cruzeiro apenas empatou com o Atlético-PR por 1 a 1 na noite desta segunda-feira (16), no Mineirão, mas garantiu a classificação para as quartas de final da Copa do Brasil. O resultado dá a vaga aos mineiros porque o time havia vencido o primeiro jogo por 2 a 1 na Arena da Baixada. Arrascaeta e Bergson marcaram os gols.

Agora, os mineiros enfrentarão o Santos, em 1º de agosto, na Vila Belmiro. O Peixe se classificou ao bater a Luverdense nas oitavas de final da competição nacional. O jogo de volta ocorre em 15 do mesmo mês, no Mineirão.

O melhor: Arrascaeta volta bem, marca e é o destaque do jogo

Arrascaeta voltou a jogar pelo Cruzeiro na noite desta segunda-feira (16). Depois de defender o Uruguai na Copa do Mundo, o meia-atacante entrou muito bem em campo e foi o grande nome do duelo, sobretudo pelo gol anotado nos minutos finais do segundo tempo. A movimentação do camisa 10 é o fato mais destacado, além da bola na rede. Ele se movimentou pelos dois lados do campo e criou boas chances para a equipe marcar, mas os homens de frente não estavam em uma noite inspirada. De Arrascaeta não entrava em campo pelo time desde 22 de maio passado, quando a Raposa venceu o Racing por 2 a 1 pela fase de grupos da Copa Libertadores da América.

O pior: Thiago Neves fica apagado e deixa o campo no 2º tempo

Thiago Neves esteve longe de mostrar o futebol que o transformou em ídolo do Cruzeiro na partida desta segunda-feira (16). O camisa 30 não produziu ofensivamente, foi quem menos ficou com a bola no time de Mano Menezes e acertou apenas 13 passes em campo. O lance mais chamativo do jogador foi uma falta em Raphael Veiga, no primeiro tempo. Na ocasião, ele recebeu cartão amarelo por acertar o rival sem a bola. Não é à toa que deixou o gramado para a entrada de Raniel aos 16 minutos do segundo tempo.

Estrela de Tiago Nunes brilha, e Bergson marca no fim

O treinador apostou em Bergson no lugar de Jonathan nos minutos finais do jogo ocorrido no Mineirão. A ideia era colocar o time mais para frente, deixando dois atacantes na grande área. A opção do comandante surtiu efeito e o Atlético-PR marcou um gol com o centroavante que entrou na etapa final. O gol saiu já nos acréscimos, mas não ajudou o time a deixar Belo Horizonte com a vaga para as quartas de final do torneio.

1º tempo ruim tem apenas dois chutes a gol

A etapa inicial do jogo entre Cruzeiro e Atlético-PR foi muito pobre do ponto de vista técnico. Não faltou luta de ambos os lados, mas produtividade ofensiva deixou a desejar. O primeiro chute a gol do jogo ocorreu aos 36 minutos do primeiro tempo. Pablo saiu em velocidade pelo lado direito e finalizou rasteiro para Fábio fazer a defesa. O Cruzeiro só chutou a gol aos 43 minutos. Rafael Sóbis mandou de fora da área e exigiu ótima defesa de Santos.

Hernán Barcos assiste ao jogo do Mineirão e entra até em campo

Hernán Barcos assinou com o Cruzeiro na última terça-feira, sendo apresentado à imprensa na sexta seguinte. O centroavante que assinou por um ano assistiu ao confronto de um camarote do Mineirão. Ele viu a partida ao lado do presidente Wagner Pires de Sá, da esposa Giuli Cunha e do compatriota Federico Mancuello. Outros membros da diretoria estavam no mesmo ambiente. Durante o intervalo, o argentino de 34 anos vestiu a camisa 28 e foi a campo para cumprimentar os torcedores. O encontro contou com a presença de mascotes do clube e também do mandatário.

Rafinha é homenageado por ter 100 jogos pelo Cruzeiro

Antes do jogo começar, Rafinha foi homenageado por completar 100 partidas com a camisa do Cruzeiro. No clube desde junho de 2016, ele alcançou esta marca no revés para o Corinthians, por 2 a 0, no Mineirão. O jogo era um amistoso preparatório para o restante da temporada e ocorreu durante a paralisação para a Copa do Mundo 2018. O atacante recebeu uma placa comemorativa das mãos de Wagner Pires de Sá, presidente do Cruzeiro.

Simulação termina em amarelo para Raniel

Um lance de simulação culminou em cartão amarelo para Raniel. O atacante recebeu passe de Giorgian De Arrascaeta em profundidade, invadiu a área e tentou drible sobre Santos. Mas ao observar a saída do goleiro, ele foi ao chão e pediu pênalti para a equipe da casa. O fato culminou em punição com cartão amarelo para o atleta. Henrique até tentou fazer o árbitro mudar de opinião, mas em vão.

Classificação paga R$ 3 mi ao Cruzeiro

A vaga nas quartas de final da Copa do Brasil dá R$ 3 milhões aos cofres do Cruzeiro. Em notória crise financeira, o clube fatura o valor e consegue um respiro nas contas. O montante é entregue a todos os times que conseguiram classificação para as quartas de final do torneio nacional.

 

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2018

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Pal
    59
  • 2 Int
    56
  • 3 Fla
    55
  • 4 São
    52
  • 5 Grê
    51
  • Veja tabela completa