publicidade
A vitória no Recife alimenta as esperanças do Coxa, que deixa a zona de rebaixamento. Foto: Aldo Carneiro/Estadão Conteúdo - retirada do UOL

A vitória no Recife alimenta as esperanças do Coxa, que deixa a zona de rebaixamento. Foto: Aldo Carneiro/Estadão Conteúdo - retirada do UOL

Nem parecia um confronto entre os piores times do returno do Campeonato Brasileiro. Na Ilha do Retiro, o Coritiba venceu o Sport por 4 a 3 em um confronto sensacional neste domingo (29), provavelmente um dos melhores jogos do ano. Em confronto direto na luta contra o rebaixamento, Werley, Henrique Almeida, Jonas e Yan marcaram para o Coxa; enquanto, do lado do Leão, André deixou o dele e Diego Souza fez dois, mas desperdiçou chance de ser herói ao ter dois pênaltis defendidos.

A vitória no Recife alimenta as esperanças do Coxa, que deixa a zona de rebaixamento. A equipe tem outro jogo direto da luta contra o descenso no sábado (4), contra o Avaí. O Coritiba tem 35 pontos na 16º posição, atrás do Sport devido ao saldo de gols. Sem vencer há cinco partidas, o Leão da Ilha visita a Chapecoense no domingo (5), mas antes disso precisa vencer o Junior Barranquilla (COL), por dois ou mais gols e fora de casa, para seguir vivo na Copa Sul-Americana.

Sempre ele! Diego Souza faz dois e perde dois pênaltis

Não dá para falar do Sport sem falar de Diego Souza. O principal jogador rubro-negro teve atuação como de praxe, liderando a equipe mesmo aparecendo apenas nos lances decisivos. O meia foi o protagonista da partida por flutuar entre o céu e o inferno, marcando dois gols e tendo dois pênaltis defendidos por Wilson (veja o primeiro perdido acima).

Herói, Wilson pega dois pênaltis

Não é por culpa de seu goleiro que o Coritiba está em situação difícil neste Brasileirão. Apesar de ter sofrido três gols, o arqueiro foi o principal nome da partida ao defender dois pênaltis (confira o segundo acima) e pegar pelo menos outras três bolas impressionantes. Do outro lado do campo, Magrão também foi muito bem na maior parte do tempo, mas acabou falhando no terceiro gol coxa-branca. 

Bola aérea torna início de jogo eletrizante

Foi grotesca a atuação de ambas as defesas no jogo aéreo, nos primeiros minutos. A zaga do Sport vacilou logo aos seis minutos e deixou Werley vir de trás para abrir o placar de cabeça. Aos nove, novo erro: Tiago Real subiu livre para desviar e parou em Magrão, que também pegou o rebote que Cléber Reis, sozinho, bateu à queima-roupa.

Sport cresce e toma conta do jogo

O time da casa demorou a se acertar mas, uma vez que acordou, passou a dominar a partida. Foram três ótimas chances que pararam em defesas incríveis, incluindo o primeiro pênalti desperdiçado por Diego Souza. Mas o camisa 87 viria a se redimir pouco depois, quando empataria de cabeça.

Primeiro tempo de tirar o fôlego

O empate deu ainda mais ânimo ao Sport, que teve Rogério travado na hora certa no minuto seguinte. Mas foi o Coritiba quem voltou a mexer no placar, de novo por meio da bola aérea: Magrão fez um milagre, mas Henrique Almeida lutou pelo rebote e desempatou. O primeiro tempo, no entanto, ainda tinha surpresas a mostrar: André mandou de primeira após cruzamento de Rogério e fez 2 a 2. Nos acréscimos ainda havia tempo de mais uma chance para cada equipe: outra defesa de Magrão, e um cabeceio de Oswaldo rente à trave.

Ritmo diminui, e Sport vira

A partida mudou após o intervalo, com o toma lá dá cá dando lugar a um jogo de forças menos intenso, um pouco mais cauteloso. Osvaldo deu trabalho à defesa coxa-branca e achou ótima assistência para Diego Souza virar o jogo.

Novo pênalti perdido anima o Coxa

Quando Werley cometeu pênalti aos 27 do segundo tempo, o jogo parecia liquidado. O Sport vencia por 3 a 2 e tinha grande chance de ampliar, mas Diego Souza perdeu mais um, e o desperdício acabou animando o Coritiba. Minutos depois, Carleto mandou uma bomba em cobrança de falta, e Jonas aproveitou o rebote para empatar de novo. Aos 45, de forma impressionante, Yan acelerou para cima da marcação e bateu no cantinho para fazer o quarto da equipe alviverde (veja acima).

Ficha Técnica

Sport 3 x 4 Coritiba

Data: 29 de outubro de 2017
Local: Ilha do Retiro, Recife-PE
Hora: 18h00 (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: José Eduardo Calza (RS) e Mauricio Coelho Silva Penna (RS)
Cartões Amarelos: Samuel Xavier, Henriquez e Ronaldo Alves (Sport); Iago, Henrique Almeida, Léo e Werley (Coritiba)
Cartão Vermelho: não houve

GOLS: Werley aos 6´, Diego Souza aos 29´, Henrique Almeida aos 39´, e André aos 41 minutos do primeiro tempo. Diego Souza aos 16´, e Jonas aos 32´, e Yan aos 45 minutos do segundo tempo

Sport: Magrão; Samuel Xavier, Henriquez, Ronaldo Alves e Mena; Rithely, Patrick e Diego Souza; Rogério (Anselmo), Osvaldo (Lenis) e André. Treinador: Daniel Paulista.

Coritiba: Wilson; Léo, Cléber Reis, Werley e Thiago Carleto; Jonas, Alan Santos (Yan) e Tiago Real; Iago (Getterson), Rildo e Henrique Almeida (Keirrison). Treinador: Marcelo Oliveira.

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2017

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Cor
    71
  • 2 Grê
    61
  • 3 Pal
    60
  • 4 San
    59
  • 5 Cru
    56
  • Veja tabela completa