publicidade
Aos 30 anos, Kazim tinha contrato com o Coxa até o final deste ano

Aos 30 anos, Kazim tinha contrato com o Coxa até o final deste ano

Napoleão de Almeida

Do UOL, em Curitiba

O Coritiba estuda ir à Justiça para receber R$ 1,2 milhão que tem direito pela liberação do atacante Colin Kazim Richards ao Corinthians, em janeiro deste ano. Kazim, que fez um gol pelo Timão nos 10 jogos que esteve em campo até aqui em 2017, foi negociado com o compromisso de o clube paulista pagar o valor em até cinco vezes.

"Não pagaram nem a entrada e nem a primeira", disse o gerente de futebol Alex Brasil, em entrevista à Rádio Transamérica. Procurado pelo UOL Esporte, Brasil foi lacônico: "É verdade. Está com o jurídico."

O diretor jurídico do Coxa, Gustavo Nadalin, afirmou que o clube ainda não buscou a justiça, mas analisa fazê-lo se o Corinthians não buscar uma solução pacífica.

"Preparamos uma notificação, se não houver acordo vamos constituir eles em mora e buscar nossos direitos na Justiça", declarou, com tom de espera quanto à nova manifestação do clube de São Paulo.

Aos 30 anos, Kazim tinha contrato com o Coxa até o final deste ano. A dívida é oriunda de multa para liberação antecipada do atacante, que assinou com o Timão até 2018.

Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Você também vai gostar

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2017

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Cor
    53
  • 2 Grê
    43
  • 3 San
    41
  • 4 Pal
    40
  • 5 Fla
    38
  • Veja tabela completa