publicidade
Novamente foi o camisa 7 corintiano quem abriu o placar para o time paulista

Novamente foi o camisa 7 corintiano quem abriu o placar para o time paulista

O Corinthians conseguiu superar uma série de problemas físicos na equipe e derrotou o Atlético-MG por 2 a 0 na noite desta quarta-feira, em pleno Mineirão. Jô, mais uma vez, marcou um dos gols da vitória corintiana fora de casa - o jogador se isolou na artilharia do Brasileirão, com 11 gols. Rodriguinho também balançou a rede.

Com o triunfo no Mineirão lotado, o Corinthians chegou a 33 partidas sem perder na temporada e, agora, soma 44 pontos no Campeonato Brasileiro - a campanha corintiana já a melhor da história do primeiro turno na era dos pontos corridos (o Atlético-MG e o Cruzeiro somaram 43 pontos nas edições de 2012 e 2014, respectivamente).

O time de Fábio Carille abriu 11 pontos em relação ao Grêmio, que ainda enfrenta o Atlético-GO fora de casa nesta quarta. Já o time mineiro se mantém na décima posição, com 23 pontos conquistados.

O Atlético-MG enfrenta o Grêmio em Porto Alegre na última rodada do primeiro turno - o jogo será disputado no domingo às 16h (de Brasília). O Corinthians, por sua vez, recebe o Sport em Itaquera no sábado às 19h.

O melhor: Jô

Novamente foi o camisa 7 corintiano quem abriu o placar para o time paulista e marcou o 11º gol no Brasileirão, isolando-se na artilharia da competição. Jô ainda foi importante nas jogadas de pivô, seja pelo chão ou pelo alto

O pior: Pablo e Giovanni Augusto

Já o jogador do Atlético, também aberto na extremidade do campo, decepcionou, pouco fez (no ataque e na defesa) e acabou substituído no intervalo - Rogério Micale optou pela entrada de Otero.

O camisa 17 não conseguiu aproveitar mais uma oportunidade concedida por Fábio Carille. Aberto à direita, o meia do Corinthians pouco criou pelo setor, perdeu muitas bolas e, de quebra, ainda sofreu com a marcação de Fábio Santos. Giovanni chegou a receber cartão amarelo por falta dura no lateral ainda no primeiro tempo - ele deixou o jogo para a entrada de Camacho na etapa final.

Cazares testa Cássio e perde chance

Aos seis minutos de jogo, Cazares, com rara liberdade pela intermediária, avançou a arriscou um chute de longe. Cássio defendeu sem dificuldades. Pouco depois, o equatoriano aproveitou espaço dado por Guilherme Arana, invadiu a área, mas chutou para fora.

Jô assusta o Galo..

A primeira chance do atacante deu-se aos 21 minutos depois de aproveitar erro de Pablo. Com a bola dominada, Jô bateu de perna direita para fora - no lance, Clayson entrava sozinho pelo meio da área.

..mas consegue fazer 1 a 0

Dez minutos depois, o camisa 7 não desperdiçou a chance de balançar a rede. Bem colocado e extremamente frio, o atacante do Corinthians aproveitou uma bola que sobrou na área e só empurrou para o gol.

Cássio, 300 jogos
O goleiro alvinegro de 30 anos alcançou a marca de 300 jogo com a camisa do Corinthians. O jogador, que fez sua estreia pelo clube em meados de 2012, entrou em campo com a faixa de capitão da equipe, assim como na final do Paulistão.

E, mais uma vez, salva o time

Aos dez minutos da etapa final, Cazares teve mais uma grande chance de marcar depois de receber livre pelo lado direito da área. Frente a frente com Cássio, o equatoriano demorou a concluir e viu Cássio desarmá-lo com os pés.

Robinho entra e quase faz

O atacante do Atlético-MG entrou em campo aos 18 minutos do segundo tempo e quase empatou o jogo depois de três minutos. Com muita liberdade pelo lado direito, Robinho chutou cruzado para fora, sem muito perigo.

Rodriguinho mata o jogo

Em um contra-ataque bem executado, o Corinthians conseguiu fazer 2 a 0. Depois de Victor defender um chute de Clayson e a zaga afastar errado, Rodriguinho pegou a sobra, deixou o marcador no chão e bateu forte no canto para vencer o goleiro do Atlético-MG.

Corinthians aumenta série e supera Galo

Com o resultado obtido no Mineirão, o Corinthians ampliou a série invicta na temporada. Agora, o time paulista soma 33 partidas sem derrota, com 20 vitórias e 13 empates. O último revés ocorreu no dia 19 de março, contra a Ferroviária (1 a 0). O time de Carille ainda superou o Atlético-MG na pontuação recorde do primeiro turno - o Galo somou 43 na edição de 2012, assim como o Cruzeiro em 2014.

Corinthians tem Arana e Maycon

O time de Fábio Carille entrou em campo sem três titulares: o zagueiro Pablo, o meia Jadson e o atacante Romero, todos lesionados. A equipe ainda corria o risco de perder Arana e Maycom, com desgaste físico. A dupla, entretanto, entrou em campo e, mais uma vez, foram muito bem.

Torcida corintiana tem problemas

Boa parte dos torcedores do Corinthians tiveram muitas dificuldades para chegar ao Mineirão A causa foi um protesto de caminhoneiros na Rodovia Fernão Dias - a caravana ficou presa numa barreira policial em Betim, a 30 quilômetros do estádio. Assim, a torcida alvinegra só conseguiu entrar no Mineirão aos 30 minutos do segundo tempo

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-MG 0 x 2 CORINTHIANS

Data: 2 de agosto de 2017, quarta-feira
Horário: 21h (de Brasília)
Competição: Campeonato Brasileiro (18ª rodada)
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves e Elio Nepomuceno Júnior (ambos do RS)
Cartões amarelos: Leonardo Silva e Marcos Rocha (Atlético-MG); Giovanni Augusto (Corinthians)

Gols: Jô, aos 31 minutos do primeiro tempo; e Rodriguinho, aos 36 minutos do segundo tempo.

ATLÉTICO-MG: Victor, Marcos Rocha, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Rafael Carioca e Elias (Robinho); Pablo (Otero), Cazares e Gustavo Blanco (Adilson); Rafael Moura. Técnico: Rogério Micale

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Pedro Henrique, Balbuena e Guilherme Arana; Gabriel e Maycon; Giovanni Augusto (Camacho), Rodriguinho e Clayson; Jô (Kazim). Técnico: Fábio Carille

Foto: Thomás Santos/AGIF (retirada do portal UOL)

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2017

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Cor
    72
  • 2 Pal
    63
  • 3 San
    63
  • 4 Grê
    62
  • 5 Cru
    57
  • Veja tabela completa