publicidade
Douglas, que disputou o último Brasileiro pelo Avaí, deve reforçar o Bahia. Foto: Vinícius Costa/Futura Press/Estadão Conteúdo - via UOL

Douglas, que disputou o último Brasileiro pelo Avaí, deve reforçar o Bahia. Foto: Vinícius Costa/Futura Press/Estadão Conteúdo - via UOL

As direções de Corinthians e Bahia já consideram praticamente sacramentada a troca que levará o lateral Juninho Capixaba, de 20 anos, para o Parque São Jorge. As contrapartidas para o tricolor baiano ainda são discutidas com os atletas, mas, caso o acordado entre os clubes seja concluído, devem ser as seguintes:

Douglas vai ao Bahia de vez

O goleiro Douglas, que defendeu o Avaí por empréstimo no último Brasileirão, sempre foi o principal objetivo do Bahia no negócio. Há algumas semanas, antes mesmo das tratativas com Juninho Capixaba avançarem, a comissão técnica do clube baiano conversou com profissionais do Corinthians para ter referências sobre ele. Os comentários foram positivos e fortaleceram a ideia de buscá-lo como substituto para Jean, que viria a ser vendido ao São Paulo. 

O Bahia não abre mão de receber Douglas de forma definitiva no negócio e já há um princípio de acordo com as partes. O Corinthians renovaria o vínculo dele e já havia decidido pela reintegração, porque o reserva imediato Walter se lesionou com relativa gravidade. Porém, para ter Juninho e cobrir o buraco deixado pela venda de Guilherme Arana, a direção corintiana já deu o ´ok´ à saída. 

Neste cenário, pesou a avaliação da comissão técnica do Corinthians, que sinalizou à direção que o jovem Caíque França, 22 anos, tem condições de ser o reserva imediato caso o titular Cássio tenha algum problema até que Walter esteja recuperado de lesão. O jovem Filipe, dos juniores, será o quarto goleiro corintiano. 

Moisés de vez ou por empréstimo

Como deve incorporar Juninho Capixaba (foto), o Corinthians ofereceu ao Bahia a volta de Moisés por empréstimo. O lateral de 22 anos foi destaque com a camisa do Tricolor em 2016, mas não se adaptou ao Parque São Jorge. As diretorias tentam selar um acordo com o jogador para que ele aceite a transferência a Salvador. 

Como entende que Moisés é um jogador com potencial de transferência, porém, o Bahia propôs ao Corinthians que ele seja transferido de vez, o que a direção corintiana ainda avalia. Nesse caso, os valores definidos para o negócio podem ser revistos. 

1,5 milhão de euros?

Na modalidade discutida para que Moisés fosse transferido por empréstimo, o Corinthians concordava em pagar ao Bahia cerca de 1,5 milhão de euros (R$ 5,8 milhões) por 70% de direitos econômicos de Juninho Capixaba. Porém, se o negócio for fechado com a transferência definitiva de Moisés, os valores devem ser reduzidos para aproximadamente 1,2 milhão de euros. 

Marlone por empréstimo?

Como parte do acordo, o Bahia ainda gostaria de receber Marlone por empréstimo, mas o atleta ainda não se convenceu sobre uma mudança para Salvador. Como ele tem rendimentos elevados para o padrão salarial do clube baiano, o Corinthians concordou em pagar metade dos valores. É um item ainda aberto no negócio. 

Discussão sobre Mendoza ocorre à parte

O Bahia gostaria de receber Mendoza definitivamente e o Corinthians, que só tem mais um ano de contrato com ele, não se opõe. Porém, o colombiano ainda não decidiu se quer permanecer em Salvador no próximo ano, o que fez as diretores concordarem em não incluir esse item no negócio de Juninho Capixaba. O colombiano é visto como um jogador de certa forma imprevisível, mas ainda é possível que jogue pelo Bahia em 2018. 

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2017

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Cor
    72
  • 2 Pal
    63
  • 3 San
    63
  • 4 Grê
    62
  • 5 Cru
    57
  • Veja tabela completa