publicidade
O time pernambucano não vencia uma partida pelo Campeonato Brasileiro há oito rodadas

O time pernambucano não vencia uma partida pelo Campeonato Brasileiro há oito rodadas

Do UOL, em São Paulo

Antes do início da partida deste domingo (19), torcedores do Sport recorreram a uma antiga superstição para tentar afastar a má fase. Espalharam sal grosso pelas arquibancadas da Ilha do Retiro, em Recife. Parece que deu certo. O time rubro-negro venceu o Bahia por 1 a 0, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro, e se manteve vivo na luta contra o rebaixamento.

O Sport ainda pode colocar, na conta da simpatia, a quebra de um tabu. O clube não vencia uma partida pelo Nacional há oito rodadas, após cinco derrotas e três empates. A equipe tem o pior desempenho de toda segunda fase do torneio e só havia, até então, obtido uma vitória no returno.

O time de Recife chegou a 39 pontos, o mesmo número que a Ponte Preta, 17ª colocada, o clube que fecha a zona da degola.

Com o resultado, o Bahia, por sua vez, vê o sonho de buscar a vaga na Libertadores ficar um pouco mais distante. Após seis partidas sem perder, o time de Salvador volta a ter um revés. Estacionou nos 49 pontos na tabela e ficou de fora das posições de classificação para o torneio continental.

Referência ofensiva

Posicionado entre os zagueiros adversários como um centroavante, Diego Souza foi a principal peça dos rubro negros no ataque. Marcou presença nas melhores chances, servindo os companheiros de equipe e também buscando concluir as jogadas.

Ele participou, inclusive, do primeiro gol do Sport, convertido por Marquinhos. Tocou na bola com a ponta no pé e deixou para André fazer a assistência.

O meia ainda perdeu uma boa oportunidade, frente a frente com o goleiro Jean, no início do primeiro tempo. Após uma tentativa mal sucedida de a defesa do Bahia afastar o perigo, chutou para fora, após a bola cair nos seus pés.

Goleiro tenta duas vezes

O arqueiro Jean, do Bahia, também teve a sua vez de tentar abrir o placar. Após Edigar ser derrubado por Durval próximo da grande área, ele chamou a responsabilidade para si e foi fazer a cobrança. Mas chutou em cima da barreira, e a bola foi para escanteio.

Ele tentou de novo no início do segundo tempo e não marcou por muito pouco. Mandou a bola no travessão da meta rival, em um chute de muito perigo.

O goleiro fez a cobrança obedecendo às ordens do técnico Paulo César Carpegiani, que incentiva o jogador a praticar as faltas nos treinamentos do Bahia.

Sal grosso nas redes

O momento em que os torcedores espalharam sal grosso pelas arquibancadas da Ilha do Retiro foi registrado nas redes sociais. Apoiadores da equipe pernambuca fizeram posts e registraram o ato em fotos e vídeos.

@thyago8708 passando sal grosso no salão de festa do Santa Cruz. Bastou jogar com TRICOLOR na ilha que apelam pra coisas espíritas! pic.twitter.com/

FICHA TÉCNICA
SPORT 1 x 0 BAHIA
Motivo: 36ª rodada do Campeonato Brasileiro
Data/Hora: 19/11/2017, às 17h (horário de Brasília)
Local: Ilha do Retiro, em Recife (PE)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)
Assistentes: Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ) e Diego Carvalho Silva (RJ)
Gol: Marquinhos (Sport), aos 40 min do 1º T
Cartões amarelos: Henríquez (Sport), Durval (Sport), Eduardo (Bahia), Sander (Sport), Régis (Bahia), André (Sport), Juninho Capixaba (Bahia)
Público: 14.697 torcedores
Renda: R$ 64.253,00

SPORT
Magrão; Raul Prata, Henríquez, Durval e Sander; Anselmo, Patrick e Wesley; Marquinhos (Rogério), Mena (Rithely) e André
Técnico: Daniel Paulista

BAHIA
Jean; Eduardo, Tiago, Thiago Martins e Juninho Capixaba; Edson, Juninho (Vinícius), Allione (Régis), Zé Rafael (Hernane); Mendoza e Edigar Junio
Técnico: Paulo C. Carpegiani

Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem/Estadão Conteúdo (retirada do UOL)

 

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2017

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Cor
    72
  • 2 Pal
    63
  • 3 San
    63
  • 4 Grê
    62
  • 5 Cru
    57
  • Veja tabela completa